Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Partitura perdida de Rogério Duprat é apresentada pela 1ª vez

Peça 'Antinomies I', esquecida há 54 anos, é considerada uma das primeiras experiências de escrita musical grafista no Brasil

Rogério Duprat é considerado uma figura fundamental no movimento Música Nova e no Tropicalismo. Em 1962, em plena produção, perdeu num metrô da Europa a partitura da obra Antinomies I. A música sumiria para sempre, se em 2013 o músico Ricardo Stuani não encontrasse, no meio de manuscritos recebidos da filha de Duprat, Raí, uma transcrição datada de 1966 — ao que tudo indica, a obra foi reescrita pelo maestro. Agora, ela será apresentada pela primeira vez ao público, em São Paulo, no próximo dia 2 de junho.

O projeto apresentado agora, também assinado pelo músico Itamar Vidal, amplia a intenção do autor, acrescentando uma dimensão visual à obra, com projeções mapeadas em tempo real e desenhos do ex-mutante Arnaldo Baptista. O repertório incluirá a sequência inicial da trilha sonora que o compositor escreveu em 1964 para o filme Noite Vazia, de Walter Hugo Khouri; a recriação ao vivo do arranjo que Duprat fez para a música Panis et Circenses, dos Mutantes (1967); e o jazz de Frank Zappa Eric Dolphy Memorial Barbecue, do álbum Weasels Ripped My Flesh, lançado em 1970 com o grupo The Mothers of Invention.

Itamar, que foi responsável pela adição das projeções imagéticas na apresentação, buscando um mergulho sensorial no pensamento de Duprat, contou a VEJA que “a partitura do autor tem uma adaptação natural à tecnologia digital”, o que é surpreendente, já que foi escrito em uma época em que a tecnologia digital estaria longe de ser usada comercialmente.

 

A música

A escrita de Antinomies I não possui pentagramas, o que possibilita uma infinidade de timbres, durações e maneiras de executar as notas. Por isso, ela foi considerada pelo próprio criador quase impossível de ser executada. A apresentação, que recebeu incentivo do programa Rumos Itaú Cultural, será comandada pelos músicos da Osesp, Jazz Sinfônica e Banda Mantiqueira.

A peça será apresentada nesta sexta-feira, 2 de junho, às 21h, no ano em que estamos comemorando 50 anos do Tropicalismo, no Auditório Ibirapuera, em São Paulo. Os ingressos custam 20 reais (inteira) e 10 reais (meia).