Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Os melhores botecos de Salvador

Confira os estabelecimentos da categoria que valem a visita, além de opções de bares de praia

O roteiro a seguir, com 28 estabelecimentos, integra a edição de VEJA COMER & BEBER Salvador 2017/2018:

Boteco do França: o melhor da categoria eleito pelo júri
Basta findar a tarde para que esta viela no Rio Vermelho comece a ficar cheia de gente. A clientela chega em busca dos bons petiscos e da cerveja sempre gelada, dobradinha que rende ao Boteco do França a 14ª vitória em sua categoria. De quebra, o bar leva ainda o segundo prêmio pela qualidade de sua cozinha. Desde que abriu a casa, há dezessete anos, o ex-garçom José Raimundo Santos Vieira confia o comando das caçarolas a Luiz Sena Pereira, o Tuca. Sob a batuta dele, é expedida uma seleção de clássicos botequeiros, entre eles a carne-seca desfiada guarnecida de purê de abóbora (R$ 52,00) e o escondidinho de camarão (R$ 75,00). Ambos chegam em porções generosas, suficientes para três pessoas, assim como o arroz de polvo (R$ 105,00), que leva leite de
coco e é finalizado com coentro e cebolinha. Para petiscar, seguem imbatíveis as porções com seis bolinhos de bacalhau (R$ 45,00) ou de charque (R$ 41,00), boas companhias para as cervejas Serramalte e Original (R$ 13,00 cada garrafa). No salão principal, nas mesinhas externas ou no piso superior, inaugurado recentemente, os frequentadores também bebericam roskas (R$ 15,00), a
exemplo das elaboradas com tangerina e abacaxi. Rua Borges dos Reis, 24, Rio Vermelho, ☎ 3334-2734 (200 lugares). 12h/1h (qui. a sáb. até 4h). Aberto em 2000. 

2º lugar: Caranguejo do Pascoal
Instalado em Itapuã há mais de duas décadas, o bar tem clima praiano na decoração e também no cardápio. O arrumadinho de frutos do mar batizado de sim senhor (R$ 45,00, para três pessoas) e o bebé com caymmi (R$ 37,00, para três pessoas), uma fritada de caranguejo, bacalhau, camarão e leite de coco, são alguns dos destaques do menu. Entre as bebidas, a mais famosa é a preguiçosa de caymmi (R$ 11,00), roska feita da biri-biri, tangerina, mel, limão, pimenta-de-cheiro branca e um toque de cravo. Rua Olhos d’Água, 128, Itapuã, ☎ 3249-4360 (120 lugares). 17h/23h30 (sáb. a partir das 11h; dom. 11h/19h; fecha seg., ter. e feriados). Aberto em 1994.

3º lugar: Quintal do Raso da Catarina
É preciso percorrer alguns degraus escada abaixo para chegar ao bar, instalado em um quintal, nos fundos de um casarão. Ali, no espaço que oferece também algumas mesinhas ao ar livre, a clientela experimenta receitas como a do baião sertanejo (R$ 38,00). Elaborada com carne de fumeiro, ela tem como base o feijão-fradinho cozido com queijo de coalho. Outra atração do bar é a carta de cachaças com 130 rótulos de todo o Brasil, a exemplo da Weberhaus extra Premium (R$ 25,00 a dose) e da Vale Verde (R$ 15,00 a dose). Entre os drinques, a roska de coco verde (R$ 15,00) lidera os pedidos. Avenida Sete de Setembro, 1370, Campo Grande, ☎ 3022-0218 (200 lugares). 17h/1h (dom. e seg. 16h/0h). Aberto em 1976. 

Bagacinho
A novidade do cardápio são as cervejas e os chopes artesanais. Entre as garrafas há Baden Baden (R$ 25,00, 500 mililitros) e o chope witbier (R$ 12,00 a caneca de 300 mililitros). A Mindu Bier também se destaca no cardápio (R$ 32,00, 500 mililitros). Acompanha bem o mix de salsichões (R$ 49,00), que traz quatro tipos de salsichão servidos com chucrute e batata ao molho de mostarda, ou o arrumadinho da casa (R$ 39,00), com feijão-fradinho, farofa, carnes de sol e de fumeiro cortadas em cubos e vinagrete. Rua Comendador Bernardo Catarino, 171, loja 15, Barra, ☎ 3264-0051 (60 lugares). 16h/23h30 (sáb. 12h/22h; dom. 12h/17h; fecha seg.). Aberto em 2010.

Bão Petiscaria
O carro-chefe da casa é o autoral exibidinho, feito com pirão de aipim, queijo de coalho e carne de sol (R$ 39,90, serve duas pessoas). O mesmo exibidinho recheado com camarão custa R$ 49,90, também para dois. Para acompanhar a refeição, a cerveja Devassa (R$ 7,90, 600 mililitros) chega à mesa revestida de uma fina camada de gelo. Rua Manoel Joaquim Alves, 314, Stiep, ☎ 99132-8925 (40 lugares). 11h/18h (qua. e qui. até 22h; sex. e sáb. até 0h; dom. até 20h; fecha seg.). Aberto em 2016.

Bar do Ney — Point do Bode
Como o nome propõe, este boteco simples do bairro da Pituba é procurado pelo bode na brasa. A porção da receita é servida em dois tamanhos: R$ 37,90 (300 gramas) e R$ 49,90 (500 gramas). Também tem boa saída o cupim assado no forno coberto em papel-alumínio (R$ 38,00, 300 gramas, ou R$ 49,90, 500 gramas). O cozimento lento, que leva quatro horas e meia, deixa a carne bem macia, desmanchando-se. Acompanham a receita: farofa d’água temperada, arroz, vinagrete e feijão-tropeiro ou aipim cozido. Para abrir o apetite, há cachaças mineiras, entre elas a Seleta e a Caribé (R$ 4,50 a dose de cada uma). Rua Mato Grosso, 6, Pituba, ☎ 98837-1693 (40 lugares). 11h30/15h (qua. e qui. também jantar 18h/22h; sex. até 23h; sáb. até 21h; fecha dom.). Aberto em 2003.

Bar do Ulisses
A carta de bebidas traz produtos regionais como a Retada (R$ 28,00, 600 mililitros), cerveja artesanal puro malte do Recôncavo Baiano, e a cachaça orgânica Serra das Almas (R$ 10,00 a dose). O cardápio do antigo casarão com vista para a Baía de Todos-os-Santos tem quitutes como o siri roxo (R$ 37,00), uma berinjela recheada com siri catado, e o bolinho de queijo empanado no macarrão cabelo de anjo (R$ 25,90, oito unidades). Aos domingos, a casa serve feijoada completa guarnecida de arroz e salada verde (R$ 38,00, para duas pessoas). Rua Direita de Santo Antônio, 541, Santo Antônio, Salvador, ☎ 3014-0130 (150 lugares). 11h30/23h (dom. e feriados 11h30/17h; fecha seg.). Aberto em 1962.

Birra Bistrô
A dobradinha de petiscos saborosos e cervejas artesanais é o segredo do sucesso desta casa. Entre os mais de trinta rótulos, destaca-se a Irmãos Ferraro Defumação (R$ 17,90, 330 mililitros), cerveja elaborada com malte defumado. A bebida vai bem com a coxinha da asa (R$ 27,00, com oito unidades), asas à passarinho servidas com molho barbecue. Também faz sucesso o porco na lata (R$ 35,90, para duas pessoas), feito com pernil de porco cortado em cubinhos e confitado na própria gordura com cebola. Rua Mato Grosso, 665, Pituba ☎ 3043-2213 (25 lugares). 17h30/22h (qua. e sex. até 0h; sáb. 11h/23h45; fecha dom. e seg.). Aberto em 2016.

Boteco da Mídia
Conhecido por suas lambretas (R$ 23,00 a dúzia) e seus caranguejos (R$ 7,50 a uni-dade), o bar tem outros bons petiscos no cardápio, como o trio nordestino (R$ 40,00, para três pessoas), feito com aipim cozido na manteiga de garrafa, queijo de coalho com melaço e charque acebolado. Outra opção popular entre os clientes é o combinadinho da mídia (R$ 35,00, serve três pessoas), produzido com canjica temperada com molho sugo, carne de sol desfiada com bacon mais calabresa e banana empanada. O diferencial é que o prato vem acompanhado por uma dose de cachaça mineira. Para quem prefere beber cerveja, a Heineken custa R$ 10,00 (600 mililitros). Rua Nadir Mendonça, 26, Pituaçu, ☎ 3018-4722 (160 lugares). 16h/0h (sáb. a partir de 12h; dom. 12h/22h, fecha seg.). Aberto em 2014.

Boteco do Pirí
Jailton Fernandes, o Pirí, trouxe novas receitas para o cardápio, como o camarão crocante, que chega à mesa com três unidades empanadas na tapioca e outras três no macarrão cabelo de anjo, guarnecidas de molho de pimentas frescas (R$ 26,90). No almoço, há paella com arroz negro, feita com polvo, camarão, lagosta, lula, pescada-amarela e mexilhão (R$ 74,00). Acompanham os pratos a roska de cacau com vodca Absolut, servida no próprio fruto (R$ 20,00). Rua Alto da Alegria, 200, Nordeste de Amaralina, ☎ 3506-8104 (40 lugares). 11h/0h. Aberto em 2000.

Botequim
Fazendo jus ao nome da casa, o cardápio traz iguarias típicas de botequim. É o caso da carne de fumeiro na chapa, que vem acebolada e em companhia de farofa e vinagrete (R$ 38,00) e da moela ao molho botequim (R$ 28,00), feita com camarão, acompanhada de torradas ou pão fresco. Para refrescar, há chope Itaipava (R$ 8,50; 300 mililitros) ou roskas de jabuticaba ou morango (R$ 15,00 cada uma). Aos sábados, o público curte ao som de música ao vivo (R$ 7,00 o couvert artístico). Rua Clara Nunes, 387, (Centro Comercial Aquarius), Pituba, ☎ 98216-7500 (150 lugares). 11h30/16h e 18h/0h (sex. e sáb. sem intervalo; dom. 11h30/19h; fecha seg.). Aberto em 2001.

Confraria do França
Para abrir o apetite, faz sucesso a casquinha de siri (R$ 15,00), que vai bem com uma roska de qualquer fruta da estação (R$ 14,00). Entre os pratos, os carros-chefe são o arroz de polvo (R$ 99,00, para três pessoas, e R$ 61,00, para duas), feito com azeite, leite de coco, polpa de tomate e queijo ralado, e o camarão comodoro, servido ao lado de arroz de ameixa e queijo gratinado (R$ 92,00, para duas pessoas). Travessa Lydio de Mesquita, 43, Rio Vermelho, ☎ 3565-3700 (150 lugares). 11h30/0h (sex. e sáb. até 2h; dom. até 18h; fecha seg.). Aberto em 2012.

O Cravinho
Com quarenta anos de tradição, a manutenção do cardápio é uma das estratégias de sucesso deste bar. As infusões artesanais de cachaça continuam sendo o carro-chefe. Uma das mais vendidas é a celestial, que mistura cachaça, cravo, canela, gengibre, capim- santo, umburana, mel e limão. Na carta, há outros 32 sabores, e a dose de qualquer um deles custa R$ 4,00. Entre os petiscos, o ensopado de moela lidera os pedidos. A receita, para duas pessoas, é servida com farofa de manteiga e molho lambão (R$ 24,00). Praça 15 de Novembro, 3, Terreiro de Jesus, Pelourinho, Centro Histórico, ☎ 3322-6759 (110 lugares). 11h/22h (ter., sex. e sáb. até 23h). Aberto em 1974.

Di Janela
Neste boteco simples, chegam às mesas instaladas na calçada pratos como o pitu da Malásia (R$ 150,00, para duas pessoas), que traz o crustáceo de cativeiro em moqueca ou ensopado, guarnecido de arroz, pirão e farofa. A iguaria disputa a preferência dos clientes com o mal assado de filé-mignon ao molho da casa (R$ 52,00, para duas pessoas), guarnecido de arroz, feijão e salada a vinagrete. Para beber, as roskas, de sabores como cajá e limão, são servidas acompanhadas do picolé da fruta (R$ 14,00). Atenção: antes de visitar o bar, é necessário fazer reserva. Rua da Glória, 9, Saúde, ☎ 99237-7717 e 99296-8700 (60 lugares). 11h30/15h e 18h/23h (sáb. 12h/21h; dom. 12h/17h; fecha seg. a qua.). Aberto em 2013.

Espaço Cultural D’Venetta
Em um charmoso casarão, o bar passou a preparar algumas receitas vegetarianas. Uma delas é a moqueca de banana-d’água, com farofa de azeite, pirão e feijão-fradinho (R$ 52,00, para duas pessoas). Outra novidade, dessa vez para os carnívoros, é o jabasinesse, que consiste em tomates recheados com vinagrete, cuscuz de milho com goiaba, tomate seco e carne-seca com cogumelo-de-paris (R$ 55,00, para duas pessoas). Para matar a sede, vale a pena provar o drinque amor e paixão (R$ 15,00), com amora e morango, mas é mesmo a seleção de cervejas artesanais que faz a festa da clientela. Entre as garrafas expostas em um armário de madeira, dá para escolher o rótulo de fabricação própria (R$ 25,00, 500 mililitros). Rua dos Adobes, 12, Santo Antônio Além do Carmo, Centro Histórico, ☎ 3243-0616 (150 lugares). 18h30/23h30 (sáb. a partir das 12h; dom. 12h/18h; fecha seg. e ter.). Aberto em 2009.

Feijão da Fará
Entre os mais de vinte pratos que saem de sua cozinha, o que deu fama à Faraildes Ferreira, a Fará, foi justamente o feijão. Servida com carne de sertão, calabresa e mocotó, a porção individual sai por R$ 30,00. Quem quiser poderá acrescentar arroz ou salada ao prato (R$ 6,00 cada guarnição). Quatro infusões artesanais de cachaça, como a de jatobá, a de cravinho e a de erva-doce, complementam o cardápio (R$ 6,00 a dose). Rua Doutor Aristides de Oliveira, 1185, Santa Mônica, ☎ 3386-6364 (80 lugares). 6h30/16h (sáb. a partir das 6h; fecha dom.). Aberto em 1989.

Habeas Copos
O bar tem duas unidades com perfis um pouco diferentes. Na Barra, o forte é a happy hour. O endereço do Pelourinho, que deve ficar fechado até novembro por causa de uma reforma no Largo Quincas Berro d’Água, valoriza mais a música ao vivo. Moela ensopada com torradas (R$ 35,90, para duas pessoas) e fumeiro acebolado com purê de aipim gratinado ou farofa d’água (R$ 37,90, para dois) fazem sucesso nas duas casas. Para acompanhar, chope Devassa (R$ 7,50, 300 mililitros) ou roskas de cupuaçu e caju (R$ 10,50 cada uma). Avenida Almirante Marques de Leão, 172, Barra, ☎ 99983-4949 (30 lugares). 17h/1h (sáb. a partir das 11h; dom. 11h/19h30; fecha seg.); Rua Portas do Carmo, 31, Largo Quincas Berro d’Água, Pelourinho, ☎ 99125-8362 (120 lugares). 18h/0h (dom. 12h/22h; fecha seg.). Aberto em 1976.

Jô da Bahia
Na cozinha, Jomar Garcia, o Jô, gosta de criar receitas inusitadas com mariscos, como a cocada salgada siri catado (R$ 12,00). A iguaria é assada no forno, com coco ralado e ovos. A moqueca pega-varetas é outra inovação. Os frutos do mar são cozidos amarrados em pé e se juntam ao caldo de azeite de dendê somente quando servidos. Acompanham guarnições de arroz, pirão, farofa de azeite e molho lambão de quiabo (R$ 130,00, para três pessoas). As roskas, preparadas com frutas da estação, custam R$ 15,00. Rua Professor Francisco Góes Calmon, 50, São Caetano, ☎ 99109-8481 (20 lugares). 18h/23h (sáb. e dom. 13h/18h, fecha seg.). Aberto em 2001.

Mabariscada
Na Plataforma, o bar ganhou fama por suas receitas caprichadas, entre elas a celebrada feijoada de frutos do mar (R$ 65,00, para duas pessoas). Elaborada com feijão-fradinho, a pedida, que combina, entre outros itens, camarão, lula, polvo, peixe, sururu mais mexilhão, chega à mesa com guarnição de arroz e farofa. Os mesmos acompanhamentos, além de pirão e feijão-fradinho, são oferecidos com outra sugestão de sucesso: a moqueca de camarão (R$ 75,00, para duas pessoas). Para matar a sede, há uma carta de cervejas especiais que abarca rótulos como a alemã Weltenburger Kloster Urtyp Hell (R$ 19,00, 500 mililitros). Rua Baptista Machado, 89, Plataforma, ☎ 3043-0075 e 99863-0119 (270 lugares). 11h/17h (qui. a sáb até 23h; fecha ter.). Aberto em 2007.

Mocambinho
Para comemorar os dez anos da casa, a proprietária Nilza Barbosa resolveu incrementar o cardápio. Um dos lançamentos é o petisco despedida de solteiro (R$ 20,00), com quatro espetinhos de calabresa de pernil, tomate, pimenta doce e abacaxi. Entre as bebidas, as novidades são a caipimenta, uma roska de limão com pimenta, e o drinque refrescante, preparado com rum, limão e manjericão (R$ 12,00 cada uma). Clássicos do menu foram mantidos, caso da casquinha de aratu (R$15,00), ladeada por farofa de manteiga de garrafa e vinagrete. Rua da Faísca, 12, Dois de Julho, centro, ☎ 3178-1065 (70 lugares). 18h/1h (fecha dom. e seg.). Aberto em 2007.

Pedra Furada
Quem visita a Igreja do Nosso Senhor do Bonfim pode esticar o passeio até o bar, que serve pratos típicos e tem vista para a Baía de Todos-os-Santos. A rodada pode começar com o petisco de siri boia (R$ 4,00 a unidade), acompanhado da cerveja Devassa (R$ 12,00, 600 mililitros). Entre os pratos, a sugestão é a moqueca de polvo, que vem com pirão e arroz (R$ 100,00, para duas pessoas). As saladas preparadas ao estilo de vinagrete também fazem sucesso, entre elas a de camarão com lagosta, que chega à mesa em companhia de uma cesta de pães (R$ 100,00, para duas pessoas). Rua Rio Negro, s/nº, Monte Serrat, ☎ 3316-0826 (120 lugares). 10h/18h (fecha seg.). Aberto em 1990.

Platô
As mesas instaladas à sombra da mangueira são ideais para degustar, sem pressa, os drinques e petiscos da casa. Os clientes se refrescam com a jarra de clericot (R$ 52,00, 1 litro) enquanto provam o furacão baiano (R$ 52,00, para três pessoas), petisco feito com banana-da-terra frita com queijo e coco ralado, acompanhado de carne-seca desfiada. Entre as novidades da carta de bebidas está o aperol spritz (R$ 18,00), que, além da bebida italiana de mesmo nome, leva laranja e espumante. Rua Plínio Moscoso, 25, Chame-chame, ☎ 3015-8059 (160 lugares). 16h30/0h (qui. até 1h; sex. até 2h; sáb. 11h30/2h; dom. 11h30/22h; fecha seg.). Aberto em 2008.

Porto Caymmi
Embalado pela recente reforma da praça onde está instalado, o bar aproveitou para renovar o fôlego e ampliar a carta de cervejas. Em garrafa de 600 mililitros, a casa oferece marcas como Eisenbahn (R$ 11,00), Original (R$ 11,00) e Heineken (R$ 12,00), além das tradicionais roskas com frutas da estação (R$12,00). Entre os petiscos, também há novidades, caso da costelinha à
moda do porto (R$ 30,00, para duas pessoas), assada e regada com molho agridoce à base de catchup e mostarda. Outra boanova é o camarão crocante (R$ 30,00, para duas pessoas), empanado na farinha panko, frito e servido com molho tártaro. Praça Brigadeiro Faria Rocha, 237, Rio Vermelho. ☎ 3334-4352 (100 lugares). 12h/2h. Aberto em 2009.

Recanto da Tia Maria
A queridinha entre a clientela é a mariscada, feita com polvo, camarão e lagosta. Com guarnições de pirão, arroz e farofa de azeite de oliva, o prato para duas pessoas custa R$ 120,00. Para petiscar, a pedida é a casquinha de siri (R$ 35,00). A porção, para até três pessoas, é servida em uma travessa, com o siri catado em meio à vinagrete, acompanhado da farofa. Os sucos da fruta saem a R$ 10,00 (a jarra de 500 mililitros). A sobremesa, o famoso quebra-queixo, é por conta da casa. É necessário fazer reserva. Avenida Constelação, 51, Pedra Furada, Mont Serrat, ☎ 3312-1746. 10h/18h (fecha seg.). Aberto em 1982.

 

BARES DE PRAIA

Barraca do Lôro
Atendendo a pedidos dos clientes, o cardápio ganhou opções mais leves, como o açaí orgânico, feito com melaço de cana no lugar do xarope de guaraná (R$ 16,00, 360 mililitros com granola). A carta de drinques foi ampliada e agora traz o moscow mule, uma combinação de refrigerante de gengibre, vodca Absolut, limão, espuma de gengibre e canela em pó servida em uma caneca de cobre (R$ 24,90). Outra sugestão é o famoso néctar do lôro, que mistura mel de cacau, vodca, suco de maracujá e raspas de chocolate (R$ 21,90). Rua Desembargador Manoel de Andrade Teixeira, 266, Praia do Flamengo, ☎ 3249-3235 (700 lugares). 9h/17h. Aberto em 2011.

Blue Praia Bar
Encravado nas pedras que dão acesso à Praia do Buracão, o bar aposta em drinques como o pina ginger (R$ 23,90), que mistura vodca, gengibre, suco de abacaxi, cereja e cranberry, e o gim tônica (R$ 21,90), preparado com limão-siciliano, limoncello e zimbro. Para comer, os pratos mais pedidos são a moqueca de peixe e camarão (R$ 92,90, serve duas pessoas) e a cataplana de frutos do mar, com lagosta, mexilhão, polvo e peixe (R$ 160,00, serve duas pessoas). Rua Barro Vermelho, 310, Praia do Buracão, Rio Vermelho, ☎ 3034-3054 (120 lugares). 10h/18h (sex. e sáb. até 20h). Aberto em 2014.

Bora Bora
A casa ganhou um cardápio mais sofisticado, com massas como o rigatoni recheado de queijo e refogado no alho com tomate-cereja e manjericão (R$39,00) e o risoto de polvo com tomate, queijo parmesão, cheiro-verde e manteiga (R$ 63,00). Para petiscar, segue imbatível a porção de lambreta gratinada (R$ 31,00, uma dúzia), e faz sucesso também o queijo de coalho na chapa com camarão (R$ 36,00). Para refrescar, há aperol spritz (R$ 22,90) e roska de kiwi (R$ 19,90). Entre os doces, o petit gâteau de goiaba traz o bolinho recheado com a fruta e creme de queijo, acompanhado de sorvete de coco (R$ 16,90). Rua Vinicius de Moraes, s/nº, Loteamento Pedra do Sal, Itapuã, ☎ 3023-5018 (200 lugares). 9h/17h. Aberto em 2011.

Lôro Stella Maris
Os minipastéis do mar, em duplas de siri, camarão e peixe (R$ 29,90, com seis unidades), fazem sucesso. Mas o cardápio não se resume aos petiscos de praia. O camarão crocante, empanado com farinha panko e coco, chega à mesa com molhos pomodoro e chutney de manga (R$ 49,90). Líder de pedidos, o gim do lôro é um drinque que leva limão-siciliano, gengibre e tônica (R$ 18,90). Entre as bebidas sem álcool, o suco de abacaxi com hortelã é servido em jarra a R$ 16,00 (700 mililitros). Alameda Mar del Plata, 1, Stella Maris, ☎ 2137-5002 (200 lugares). 9h/17h. Aberto em 2013.