Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O caldo pop que engrossa os protestos

Os manifestantes que tomam as ruas do país nas últimas semanas podem até não se identificar com a juventude retratada em Geração Coca-Cola, música escrita por Renato Russo como crítica a uma geração voltada para o consumo. Mas os gritos que varrem vias importantes como a avenida Paulista, em São Paulo, mostram que esses jovens carregam diversas marcas da cultura pop: quadrinhos, memes na internet e mesmo o consumo da publicidade, se não dos produtos que ela apresenta e vende. Confira abaixo essa e outras marcas da cultura pop de que bebe a atual onda de protestos do país.

LEIA TAMBÉM:

Campanha da Fiat ‘Vem Pra Rua’ deveria acabar – mas continua

São Paulo - Manifestantes fazem protesto na Avenida Paulista

São Paulo – Manifestantes fazem protesto na Avenida Paulista (VEJA)


http://www.youtube.com/embed/_2cA63D3QMU
O gigante acordou

Um dos gritos de guerra das ruas, nesta onda, é título de uma campanha de uísque. No filme, que faz referência a versos do Hino Nacional como “Gigante pela própria natureza” e “Deitado eternamente em berço esplêndido”, e à riqueza natural do país, um dos estereótipos que o cercam, o Pão de Açúcar se levanta e sai caminhando. “O gigante não está mais adormecido”, dizia o filme, antes da assinatura: “Keep walking, Brazil”. Assim, com “z”, mesmo.

http://www.youtube.com/embed/SxMIwZZPlcM
Vem pra rua

Mas o comercial da Fiat, foi de longe, o que mais embalou essas manifestações. O jingle cantado por Falcão, do grupo O Rappa, tem o refrão mais repetido nos protestos: “Vem pra rua”.

Nana Gouvêa nos protestos em São Paulo

Nana Gouvêa nos protestos em São Paulo (VEJA)


O ator Bruno Gagliasso nos protestos

O ator Bruno Gagliasso nos protestos (VEJA)