Novo grafite de Banksy sobre imigrantes é coberto em Londres

Imagem foi feita na madrugada do último sábado em frente à embaixada da França

O mais recente grafite do artista anônimo de rua conhecido como Banksy, que apareceu no sábado em Londres criticando o tratamento dispensado aos imigrantes, foi coberto por tábuas nesta segunda-feira. O mural retrata a situação dos refugiados que aguardam o melhor momento para se dirigir à Grã-Bretanha a partir da cidade francesa de Calais. No total, seriam cerca de 4.500 pessoais à espera.

O grafite apareceu no sábado em frente à embaixada francesa de Londres. Na imagem, uma criança que representa a menina Cosette do romance Os Miseráveis, de Victor Hugo, aparece coberta parcialmente por uma nuvem de gás lacrimogênio, com a bandeira francesa ao fundo.

Leia também:

Banksy construirá “refúgios” para imigrantes na França

Dismaland, a Disneylândia subversiva de Banksy

Muro com grafite de Banksy é vendido e será removido

O desenho trazia ao seu lado um código interativo que, quando escaneado, remetia ao vídeo de uma ação policial com balas de borracha e gás lacrimogêneo no campo de imigrantes de Calais.

Segundo a polícia local, dois homens tentaram levar a obra na noite do domingo. A atitude de cobrir a imagem teria sido tomada para proteger o grafite e a propriedade em que ele foi feito. Os desenhos de Banksy valem centenas de milhares de dólares.

(Da redação com agência France-Presse)