Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Noite de música eletrônica será maior atração do Rock in Rio Madri

Madri, 27 jun (EFE).- A Cidade do Rock de Arganda del Rey está recebendo os últimos ajustes para a terceira edição do Rock in Rio Madri e seus quatro dias de shows, divididos entre 30 de junho e 7 de julho e para um público de 160 mil pessoas, que terá como maior destaque a noite de música eletrônica.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o organizador do evento, Roberto Medina, apresentou as novidades no espaço que receberá o ‘maior festival de música do mundo’.

Os visitantes do espaço de 200 mil metros quadrados no próximo sábado, primeiro dia do festival, terão como atração 14 horas de música, lideradas por Maná, Lenny Kravitz, Macaco, La Oreja de Van Gogh, Maldita Nerea e El Pescao, além da oportunidade de participar de várias atividades paralelas.

Como já disse a organização em nota de imprensa: ‘Neste festival, a música é só uma desculpa’. São diversas as novidades somadas à já conhecida roda-gigante e à movimentada tirolesa que passa pela frente do novo palco do Rock in Rio, que estreou na recente edição do Rio de Janeiro com placas prateadas que multiplicam os efeitos luminosos durante as atrações.

Rock in Rio Madri 2012 inaugurará a área conhecida como ‘Eletrônica’, que fechará as noites de show com apresentações de DJs como Hernan Cattaneo ou 2 Many Djs (30 de junho) e a festa Máxima FM (5 de julho).

Outras inovações ocorrerão no espaço Street Dance, que reproduz uma típica esquina nova-iorquina e será palco de espetáculos de dança de rua durante quase três horas diárias, além de um concurso de breakdance.

Entre as atrações musicais, se destacam as atuações previstas de Rihanna (5 de julho), com a nova turnê de seu disco ‘Talk That Talk’, e das bandas Rede Hot Chili Peppers e Incubus, no dia de encerramento.

‘Sempre que se aproxima o início do festival, é uma emoção muito grande porque me lembro do primeiro’, disse Medina, antes de ressaltar que foram ‘meses e meses de trabalho para entregar um produto de qualidade’.

O empresário destacou que, como brasileiro, conhece de perto como é viver em crise e apostou em iniciativas como o Rock in Rio, para promover a esperança. Além disso, o evento gera emprego a cerca de 8 mil pessoas por dia durante sua realização.

‘Estamos criando emprego e imagens positivas para dentro e fora da Espanha’, disse Medina, que adiantou que a noite mais movimentada será a do dia 6 de julho, dedicada à música eletrônica, com DJs como David Guetta, Pete Tong e Martin Solveig, e que poderia reunir – segundo suas estimativas – cerca de 60 mil pessoas.

‘A realização do Rock in Rio nos próximos anos passa por um investimento de US$ 350 milhões para a estrutura, com planos de expansão na América Latina’, adiantou o empresário.

Em 2013 será realizada mais uma edição do festival, tanto no Rio de Janeiro como em Buenos Aires, e a organização anunciou que Lisboa e Madri voltarão a receber o evento em 2014. EFE