Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No Globo de Ouro, enfim o embate entre Netflix e HBO

Premiação acontece neste domingo. Acompanhe comentários ao vivo no site de VEJA a partir de 20h

Há alguns anos se fala sobre a suposta disputa entre as produções da prestigiosa HBO e a novata Netflix. Mas o embate não havia chegado com tanta força às premiações – até agora. O Globo de Ouro, que acontece neste domingo, 8, colocou frente a frente os seriados mais comentados do ano das duas produtoras brigando pelo troféu de melhor série dramática, a mais relevante nas categorias de televisão do prêmio. Concorrem The Crown e Stranger Things, da Netflix, Game of Thrones e Westworld, da HBO, e This Is Us, a exceção, que é da NBC.

Bastante elogiada por sua sexta temporada, principalmente pelo episódio da Batalha dos Bastardos, Game of Thrones chega relevante à premiação após vencer dois anos consecutivos o Emmy, mas deve ser ofuscada por Stranger Things ou The Crown. A primeira se tornou, provavelmente, o maior fenômeno da TV no ano passado com seu terror inspirado nos filmes e séries dos anos 1980 e 1990. Já a segunda fez uma bela e refinada reconstrução dos primeiros anos de reinado de Elizabeth II. É bem possível que a estatueta fique com uma das duas, mas há especialistas que apostam também no drama familiar de This Is Us, que vem fazendo sucesso com a audiência americana.

Algumas das produções dessa categoria estão representadas na disputa pelo troféu de melhor atriz em série dramática. Concorrem Claire Foy, de The Crown, Winona Ryder, de Stranger Things, Evan Rachel Wood, de Westworld, Caitriona Balfe, de Outlander, e Keri Russell, de The Americans. Apesar de sua ótima interpretação da rainha, Claire Foy provavelmente terá que ver a estatueta ser entregue à veterana Winona Ryder.

Na categoria de melhor ator em série dramática, estão indicados Rami Malek, de Mr. Robot, Bob Odenkirk, de Better Call Saul, Matthew Rhys, de The Americans, Liev Schreiber, de Ray Donovan, e Billy Bob Thornton, de Goliath. A Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood (HFPA, da sigla em inglês), responsável pelo Globo de Ouro, tem uma queda por Thornton: esta é sua quinta indicação ao prêmio e é provável que ele saia vencedor do troféu.

Comédia

Nas comédias, as indicações ficaram com Atlanta, Black-ish, Mozart in the Jungle, Transparent e Veep. Por mais prestigiosas que sejam Transparent e Veep, o prêmio deve ficar com Atlanta, obedecendo o hábito da HFPA de premiar séries novas e que fizeram sucesso durante o ano anterior. Um dos grandes acertos do canal FX do ano passado, o seriado mostra a vida de um jovem rapper que tenta construir uma carreira na música.

A segunda estatueta de Atlanta deve ir para Donald Glover, criador, roteirista e protagonista da produção. Ele concorre ao prêmio de melhor ator em série cômica junto com Anthony Anderson, de Black-ish, Gael Garcia Bernal, de Mozart in the Jungle, Nick Nolte, de Graves, e Jeffrey Tambor, de Transparent.

Na categoria de melhor atriz em série cômica estão indicadas Rachel Bloom, de Crazy Ex-Girlfriend, Julia Louis-Dreyfus, de Veep, Sarah Jessica Parker, de Divorce, Issa Rae, de Insecure, Gina Rodriguez, de Jane the Virgin, e Tracee Ellis Ross, de Black-ish. A categoria tem um histórico recente de premiar atrizes em séries novas. No ano passado, deu o troféu a Rachel Bloom e, no ano anterior, a Gina Rodriguez. Julia Louis-Dreyfus está na pele de Selina Meyer desde 2012 e Tracee Ellis Ross como Rainbow desde 2014. Se o Globo de Ouro mantiver seu estilo, a estatueta deve ir para Issa Rae ou Sarah Jessica Parker. A última, porém, já levou quatro troféus da premiação em sua época de Sex and the City, o que deve aumentar as chances de Issa.

Minissérie ou filme para a TV

O ano de 2016 foi recheado de ótimas séries limitadas. American Crime, The Dresser, The Night Manager, The Night Of e The People v. O.J. Simpson: American Crime Story concorrem na categoria de melhor minissérie ou filme para a televisão. Todas são de muita qualidade, mas é inegável que a antológica The People v. O.J. Simpson roubou a cena no ano passado. Foi muito bem produzida, contou com um elenco afinado e repercutiu bastante entre o público. É muito difícil que o prêmio fique com outro título.

O seriado também deve levar as estatuetas de melhor ator e atriz em minissérie ou filme para a TV para Courtney B. Vance e Sarah Paulson, respectivamente. Vance concorre com Riz Ahmed e John Turturro, de The Night Of, Bryan Cranston, de All the Way, e Tom Hiddleston, de The Night Manager. Já Sarah Paulson briga pelo troféu com Felicity Huffman, de American Crime, Riley Keough, de The Girlfriend Experience, Charlotte Rampling, de London Spy, e Kerry Washington, de Confirmation.

A premiação será exibida no Brasil pelo canal TNT a partir de 22h. O site de VEJA fará comentários ao vivo desde o tapete vermelho, às 20h.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Eliane Moura

    Strange things é muito ruim e infestada de canastrões, inclusive Winona.

    Curtir