Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘New York Times’ corrige artigo de 1853 sobre caso retratado em ’12 Anos de Escravidão’

Texto do jornal grafou de forma errada o nome de Solomon Northup, homem negro livre capturado e vendido como escravo

Depois que 12 Anos de Escravidão levou o Oscar de melhor filme, no domingo, começou a circular na internet um artigo do jornal The New York Times publicado em janeiro de 1853 sobre episódio narrado no longa-metragem: o caso real de Solomon Northup, homem negro livre capturado e vendido como escravo na década de 1840. O texto original do jornal, que grafava o nome do rapaz erroneamente como Northrop, foi corrigido pela publicação nesta terça-feira com a divulgação de uma nota apontando o erro. No filme dirigido por Steve McQueen, Northup foi interpretado pelo ator britânico Chiwetel Ejiofor.

Leia também:

‘Gravidade’ ofusca vitória de ’12 Anos de Escravidão’

Confira os momentos mais marcantes do Oscar 2014

O artigo conta a história de Northup, músico nascido em Nova York de pais livres, casado com uma moça em 1829. Ele foi contratado por dois rapazes para acompanhá-los em uma apresentação no sul dos Estados Unidos. Ao chegar no hotel em que se hospedaria, começou a passar mal e logo se dirigiu a seu quarto. A última lembrança que ele tinha antes de acordar acorrentado era de uma pessoa lhe oferecendo um remédio.

Leia também:

Transmissão do Oscar tem a maior audiência em dez anos

‘Selfie’ de Ellen DeGeneres e atores no Oscar bate recorde no Twitter

Além do prêmio principal no Oscar, pela primeira vez conferido a um filme assinado por um diretor negro, o longa levou a estatueta de melhor roteiro adaptado, para John Ridley, e melhor atriz coadjuvante, para a estreante Lupita Nyong’o.