Netflix x Cannes: recusa em levar filme ao cinema muda regra do festival

Os cinemas franceses protestaram contra a possibilidade de uma Palma de Ouro que não possa ser exibida nas salas e festival muda regras para 2018

Os dois filmes da plataforma americana de streaming Netflix que estarão em competição no Festival de Cannes pela Palma de Ouro, a partir da próxima quarta-feira, dia 17 de maio, não serão lançados nos cinemas, “lamentou” o Festival de Cinema de Cannes, em um comunicado nesta quarta-feira. A direção do evento pediu para que os dois filmes chegassem ao circuito comercial, para que seu acesso não ficasse limitado aos assinantes da plataforma. Mas “sem sucesso”, de acordo com o comunicado do festival. “Nenhum acordo pôde ser alcançado”, diz a nota. Para evitar a mesma situação no ano que vem, o festival anunciou uma mudança no regulamento: a partir de 2018, será obrigatório que os filmes concorrentes vão depois aos cinemas.

“De agora em diante, qualquer filme que desejar competir em Cannes deverá primeiro comprometer-se a distribuí-lo nos cinemas franceses”, escreveu a organização em um comunicado.

Os dois filmes da Netflix que concorrerão neste ano são The Meyerovitz Stories, do americano Noah Baumbach, e Okja, do sul-coreano Bong Joon-Ho, que estão entre os 19 concorrentes pela Palma de Ouro. Os longas serão mantidos na competição, desta vez.

Os organizadores do festival haviam relatado discussões com a Netflix nas últimas semanas para permitir a liberação desses filmes na França. Após o anúncio da seleção, em 13 de abril, os cinemas protestaram contra a possibilidade de uma Palma de Ouro não poder ser exibida nas salas de cinema.

(Com agência France-Presse)