Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Necropsia de Seymour Hoffman é inconclusiva. Polícia pede mais testes

A necropsia do ator americano Philip Seymour Hoffman, encontrado morto aos 46 anos em seu apartamento, em Nova York, no último domingo, não chegou a nenhum resultado conclusivo, anunciou nesta quarta-feira o instituto médico legal de NY. De acordo com a instituição, outras análises serão realizadas em busca da causa da morte do ator. Não se sabe ainda quantos dias os testes levarão para ficar prontos. A suspeita é de que Hoffman, que havia voltado a usar drogas, tenha sofrido uma overdose de heroína.

Philip Seymour Hoffman: 50 papelotes de heroína e 20 seringas no apartamento

Estrelas prestam tributo a Philip Seymour Hoffman

‘Jogos Vorazes’ será adaptado após morte de Hoffman

Hoffman, vencedor do Oscar de melhor ator em 2006 pelo filme Capote, era um dos atores mais admirados de sua geração em Hollywood. Sua morte causou uma grande comoção no meio artístico. Recém-divorciado, ele atravessava um momento pessoal difícil e havia voltado a consumir drogas, vício que já havia colocado sua vida em perigo aos 22 anos.

Segundo a polícia, a heroína encontrada na casa do ator não continha fentanilo, uma potente substância aditiva associada à morte de 22 pessoas no Estado americano da Pensilvânia.

Quatro pessoas, três homens e uma mulher, foram detidos na noite desta terça-feira durante as investigações sobre a morte do ator – informaram as autoridades policiais. A operação ocorreu numa área residencial no sul de Manhattan, onde foi apreendida uma “grande quantidade” de heroína.

Uma missa em memória de Seymour Hoffman está prevista para sexta-feira, em Nova York. No bairro de Greenwich Village, onde o ator morava, muitos admiradores colocaram flores, acenderam velas e deixaram bilhetes em frente ao seu prédio. O ator deixa três filhos pequenos.

(Com agência France-Presse)