“Não fiz uso de nenhuma droga ilícita”, afirma Fábio Assunção

Ator divulgou nota em que lamenta sua prisão por desacato a autoridade, resistência e dano a patrimônio público

O ator Fábio Assunção, preso neste sábado (24/06) sob acusação de desacato a autoridade, resistência e dano a patrimônio público, usou sua página no Facebook para lamentar o incidente. O artista negou que tenha utilizado qualquer droga ilícita que pudesse justificar sua reação. “Infelizmente aconteceu uma briga. Errei ao me exceder. Não fiz uso de nenhuma droga ilícita – o que será comprovado pelo exame toxicológico que eu mesmo pedi para ser feito”, afirmou o ator. 

O incidente ocorreu na cidade de Arcoverde, sertão de Pernambuco, onde o ator divulgava o documentário “Samba de Coco” gravado ao lado da namorada, Pally Siqueira, exibido na sexta-feira na abertura oficial do São João. Na madrugada de sexta para sábado, locais gravaram um vídeo em que o ator aparece gritando de dentro de uma viatura policial com o vidro traseiro quebrado. 

Confira a íntegra da nota de Fábio Assunção:

“Lamento muitíssimo o ocorrido em Arcoverde. Era uma noite de celebração. Tinhamos (sic) acabado de exibir nosso documentário filmado no sertão pernambucano no palco principal do festival de São João. Então fomos com a equipe confraternizar e a situação saiu do controle. Infelizmente aconteceu uma briga. Errei ao me exceder. Não fiz uso de nenhuma droga ilícita – o que será comprovado pelo exame toxicológico que eu mesmo pedi para ser feito. Serei responsável pelos danos causados. Agora estou bem. Agradeço pelas tantas manifestações de carinho e apoio que recebi. Peço a todos sinceras desculpas. Não é fácil, mas reconhecer meus erros e procurar sempre aprender com eles é o que eu desejo.”

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Tá aí o defensor de traficantes de crack, tudo explicado. Palmas para ele.

    Curtir

  2. Hermes Alves de Matos

    Devia ter tomado uma boa “surra” pra saber que não tem mais ninguém besta no nordeste! Já foi o tempo que o povo endeusava esses perdidos destruidores de famílias e representantes do capeta…

    Curtir

  3. Hermes Alves de Matos

    Esse Fabrizio ou é drogado ou é bicha; defendendo goleguinha, heim?

    Curtir