Na guerra contra o Spotify, Deezer se converte ao público gospel

Com promoção, plataforma inaugura canal religioso como estratégia para aumentar o público

A Deezer ouviu as preces do segundo maior nicho musical do Brasil e incluiu em seu catálogo, nesta semana, uma ampla seleção de músicas de estilo gospel. A plataforma streaming lança um canal voltado ao gênero, inaugurado por sete playlists exclusivas e uma promoção especial para a assinatura individual do serviço — de 14,99 reais, os novos adeptos da Deezer irão pagar apenas 1,99 reais por mês por três meses, mesmo que não sejam fãs da música religiosa.

LEIA TAMBÉM
Leonardo Gonçalves se despede do público
Música gospel: trinados, fé e dinheiro

Bruno Vieira, diretor da Deezer no Brasil, diz ter notado um crescente engajamento do público gospel, chegando a emplacar artistas do meio entre os dez mais ouvidos da plataforma. “Queríamos nos relacionar com propriedade com este segmento, então ouvimos quem tem experiência com a música religiosa. Além do canal exclusivo, criamos as playlists comentadas, com mensagens positivas em áudio de alguns artistas gospeis, como Aline Barros”, conta ele.

Dentre os planos da plataforma para o futuro, está o de expandir seus domínios para o físico. Por exemplo, Vieira propõe levar os cartões-presente da Deezer — que permitem dar a alguém uma assinatura do serviço — para livrarias gospel, a fim de incentivar este público a aderir ao aplicativo.

Gospel Top Hits, Gospel para Pequeninos, Batidão Gospel – o melhor do sertanejo, música eletrônica, soul e rap gospel, e Festa Pentecostal são algumas das playlists criadas pela Deezer, que contam com sucessos como Galhos Secos, do conjunto Catedral, viralizada pelo vídeo conhecido como “Para Nossa Alegria”, um cover da canção por uma família.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Lucas Diamante

    Amo Aline Barros… a melhor cantora gospel do Brasil!!! ❤

    Curtir