MP apura violação dos direitos humanos em reality da Record

Programa de confinamento 'A Casa' reúne 100 participantes em 120 metros quadrados

O Ministério Público Federal de São Paulo abriu inquérito para investigar se houve violações aos direitos humanos no reality show A Casa, da Rede Record. A denúncia foi feita por espectadores que acompanharam a estreia do programa, na última terça-feira. O inquérito ainda está em fase de coleta de informações. A assessoria de imprensa da emissora afirma que não foi notificada sobre a investigação.

A atração, apresentada por Marcos Mion, acompanha o cotidiano de 100 participantes confinados em uma casa de 120 metros quadrados, com espaço e mantimentos suficientes para apenas quatro pessoas. Já no primeiro episódio, duas concorrentes deixaram a disputa.

Em São Paulo, A Casa estreou na vice-liderança da audiência do horário, com 8 pontos consolidados no Ibope.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Rogério Roberval

    KKkkkKkkkkKkkk Falta do que fazer, Tanto da emissora, quanto do MP.

    Curtir

  2. Tio Do lanche

    Não são obrigados, a saída é livre… Seus direitos são reservados…

    Curtir

  3. Marcos Binelli

    Este sujeito não passa de um idiota A La Adnet…..

    Curtir