Morre atriz italiana Elsa Martinelli, aos 82 anos

Estrela de "A Um Passo da Morte" trabalhou com os maiores diretores italianos e também em Hollywood

A atriz italiana Elsa Martinelli, que trabalhou com os maiores diretores italianos e também em Hollywood, morreu neste sábado em sua casa em Roma, aos 82 anos. Elsa Tia, seu verdadeiro nome, era a sétima de oito filhos e nasceu em Grosseto (região central da Toscana) em 1935, em uma família humilde. Mudou-se para Roma para trabalhar como modelo e em 1953 participou de seu primeiro filme: Se vincessi cento milioni, de Carlo Campogalliani e Carlo Moscovini.

A atriz ganhou fama mundial quando Kirk Douglas a convidou para estrelar o filme A Um Passo da Morte (1955), dirigido por André De Toth. Em 1956, recebeu o urso de prata de melhor atriz por seu papel em Donatella, de Mario Monicelli, no Festival Internacional de Cinema de Berlim.

Sua atuação em A Um Passo da Morte abriu as portas para Hollywood, onde participou de mais filmes como Hatari!, de Howard Hawks, no qual trabalhou com John Wayne. Depois vieram trabalhos com os mais badalados diretores do momento, como Um Amor em Roma (1960), de Dino Risi, A Décima Vítima, de Elio Petri (1965), com Marcelo Mastroianni, e O Processo, de Orson Welles.

Na Itália, sua história é lembrada como a de Cinderela por ter se casado, em 1957, com o conde Franco Mancinelli Scotti de San Vito, com quem teve sua única filha, Cristiana.Elsa foi assídua do mundo da alta sociedade, gravou um disco e apresentou o Festival de Sanremo. Ao final da sua carreira, participou de algumas séries de televisão.

(com EFE)