Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Monica Iozzi sobre Gilmar Mendes: ‘Não houve ofensa’

Atriz diz que vai recorrer da decisão que a condenou a indenizar o ministro em 30.000 reais

A atriz e apresentadora Monica Iozzi, ex-âncora do Vídeo Show, vai recorrer da decisão que a condenou a indenizar o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), em 30.000 reais. “Vale ressaltar que a atriz reafirma que não houve qualquer tipo de ofensa ao ministro, mas sim a expressão de uma opinião sobre um fato público a respeito do julgamento de um médico que chocou o país. Médico acusado e condenado por ter abusado sexualmente de dezenas de suas pacientes”, diz comunicado enviado pela assessoria de imprensa de Monica.

Mendes, que pedia 100.000 reais por danos morais, foi questionado — “cúmplice?” — por Iozzi por ter concedido habeas corpus ao médico Roger Abdelmassih, em 2009. “Gilmar Mendes concedeu Habeas Corpus para Roger Abdelmassih, depois de sua condenação a 278 anos de prisão por 58 estupros”, escreveu a atriz no Instagram.

LEIA TAMBÉM:
Mônica Iozzi é condenada a indenizar Gilmar Mendes: R$ 30.000
Despedida de Monica Iozzi do ‘Vídeo Show’ tem lágrimas e karaokê
Romance na Sapucaí: Monica Iozzi e Klebber Toledo trocam beijos
Monica Iozzi é alvo do ‘Pânico’ após criticar panicats
‘Vídeo Show’ põe ‘Os Dez Mandamentos’ na tela da Globo

“Com efeito, a requerida tem direito de manifestar a sua opinião através de redes sociais, desde que o faça licitamente, isto é, sem violar a dignidade, a honra e a imagem das pessoas. Até este ponto, atua legitimamente exercendo um direito”, escreveu o juiz Giordano Resende Costa, do  Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), em sua sentença, no último dia 21. Costa também condenou Monica a arcar com as custas processuais e honorários advocatícios, arbitrados em 10% sobre o valor da condenação.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Emilio Beckmann

    Kkkkk todos os mortadelas da lei Rouanet apoiando a outra mortadela que enche a geladeira com o salário da Globo mas mete o pau no JN.
    Façam o seguinte, comprem um ingresso e vão assistir Aquarius.

    Curtir

  2. A mortadelosfera está ensandecida…

    Curtir

  3. Geraldo Carlo

    GENTE E UM ABSURDO ESSE TIPO DE COMPORTAMENTO DE UM MAGISTRADO DEIXAR ESSE TARADO SAIR DE CANA, GOSTARIA DE SABER C FOSSE A FILHA, MULHER, NETE DELE ELE TERIA ESSA POSTURA. MELHOR PODIA LEVAR ELE PRA MORAR EM SUA BELA MANSAO COM SEUS FAMILIARES. AI FICAM INDIGNADO QUAL E A CAUSA DE TENTO ESTUPROS NO BRASIL A RESPOSTA TAI A JUSTIÇA ACHA LINDO. POIS NAO SAO FAMILIARES DELES, E MAIS UM DIA PODERA SER .

    Curtir

  4. Fernando Honorato

    O estuprador segue solto, a comentarista recebe uma condenação injusta. Com certeza Mônica Iozzi ao recorrer encontrará um Juiz corajosa que saberá fazer justiça.

    Curtir

  5. Victor Felipe

    Vocês comentam em desfavor do magistrado só pela razão de ele está aplicando a lei, ele não agiu com arbitrariedade, o problema é que, quando qualquer pessoa em comum se senti ofendida na sua honra recorre ao judiciário, agora, só pela razão de ser magistrado ele não pode requerer seus direitos?. Em relação ao julgamento do médico, devemos saber que o magistrado não pode aplicar além do que a lei permite, ele dever agir dentro dos ditames da lei, onde essas que foram editadas e promulgadas pelos nossos legisladores, onde estes são aqueles que nós votamos. Portanto, podemos observar que, o magistrado não aplica a sua vontade, mas sim a vontade da lei.

    Curtir