Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Modas que vamos esquecer em 2017

Livro de youtuber, Pokémon Go, Snapchat, gourmeticação ou coque masculino? Vote no Facebook de VEJA

Qual é a moda de 2016 que será esquecida em 2017? Enquete de VEJA coloca na disputa várias tendências que já estão começando a perder força. Vote na página de VEJA no Facebook.

Livro de YouTuber

A youtuber Kéfera Buchmann

O fenômeno pop dos youtubers arrastou legiões de fãs às livrarias em 2016. Nomes como Kéfera Buchmann e Christian Figueiredo foram além dos vídeos na plataforma do YouTube e escreveram “obras literárias” para seus fãs. Em 2016, o negócio foi bastante lucrativo para as editoras. No entanto, assim como os famosos livros de colorir, a tendência é que as pessoas percebam que cada um deve ficar com seu cada qual…

Pokémon Go

Mulher joga 'Pokémon Go', game de realidade aumentada criado pela Nintendo, em Berlim, na Alemanha - 13/07/2016

O aplicativo gerou um frenesi em julho deste ano. Crianças e adultos perambulavam pela cidade em busca daquele Pokémon super especial (ou raro). Nas redes sociais, usuários competiam quem tinha mais Pikachus. Houve até um grande movimento de pessoas que diziam estar muito mais saudáveis usando o aplicativo – já que se obrigavam a caminhar durante quilômetros para pegar pokémons, ganhar pokébolas ou chocar ovos. Passada a febre de downloads, o aplicativo entrou em declínio apenas três meses após seu lançamento. Nos Estados Unidos, no dia seguinte do lançamento do aplicativo ele já liderava o ranking downloads; em outubro, já estava na 75ª posição.

Snapchat

Divulgação

O Snapchat, aplicativo conhecido por não manter em histórico as imagens e vídeos publicados em sua plataforma – o que permitia muitos nudes (confesse) – tem perdido cada vez mais espaço para o Stories, do Instagram, um dos aplicativos mais usados pelos brasileiros. O serviço, muito semelhante com o do Snapchat, fez com que as pessoas preferissem “otimizar” seus conteúdos em apenas um aplicativo (o que fez com que o uso do Stories explodisse e desfalcasse o Snapchat).

Gourmetização

coxinha-f8-1610

A onda das “coxinhas de ossobuco”, “paletas mexicanas” e “brigadeiros gourmet” já vem esfriando há algum tempo – e pode ter seu fim definitivo em 2017. Muitas pessoas perceberam que o legal mesmo não é pagar mais caro – mas sim encontrar um produto bom com preço justo.

Coque masculino

Policial federal Lucas Valença ganhou fama por causa do estilo "hipster": coque samurai e barba comprida

Quem aí se lembra do “hipster da federal“? O personagem que bombou durante a prisão do ex-deputado Eduardo Cunha tinha o famoso “coque samurai”, ou “coque masculino”. O penteado pop caracterizou muitos hipsters e lenhadores (ou lumbersexuais) durante o ano de 2016 – mas já existe quem diga que seus dias estão contados. Assim como a moda do “moicano”, fez a cabeça de muitos brasileiros e foi substituído, o “coque masculino” pode ter o mesmo destino em 2017.

Os leitores de VEJA votaram pelo Facebook e elegeram o livro de youtuber como a moda que vamos esquecer em 2017, com 2.839 votos. Na sequência aparecem o Pokémon Go (com 1.979 votos), coque masculino (553), Snapchat (304) e, em último lugar, gourmetização (227).