Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mauricio de Sousa relança Pelezinho de olho na Copa de 2014

Desenhista e ex-jogador defendem personagem, fora do mercado há 20 anos, como representante da Copa que acontece no Brasil

Pelezinho

Pelezinho (VEJA)

O desenhista Mauricio de Sousa e o ex-jogador de futebol Pelé reuniram a imprensa em São Paulo, nesta quarta-feira, para anunciar a volta do personagem Pelezinho. Aproveitando a proximidade com a Copa de 2014, a dupla aposta no potencial do personagem e pretende relançar as histórias de Pelezinho em revistas e livros, além de licenciar produtos e criar tramas inéditas para o cinema e a TV. Mais que isso, os dois iniciaram uma campanha informal para que Pelezinho vire o mascote da Copa do Mundo no Brasil, apesar da proibição da Fifa de se usar pessoas vivas para essa função.

“Você foi cruel, me abandonou por vinte anos, fiquei triste. Tem que deixar o Pelezinho sempre à mostra, entende?”, disse Pelé a Mauricio de Sousa, referindo-se ao sumiço do personagem dos gibis. O desenhista lembrou que a concepção de Pelezinho se deu em conjunto, com base em histórias de Pelé e seus conhecidos. “Quase prejudiquei a carreira para voltar a Bauru, onde morava, por causa de uma ‘japonesinha’ de quem eu gostava. Aí, veio o danado do Mauricio e colocou ela no gibi, com o mesmo nome, Neusa”, confirmou o ex-jogador.

Outro boleiro transformado em personagem, Ronaldinho Gaúcho recebeu tratamento diplomático de Mauricio de Sousa, que disfarçou a decepção com a postura do jogador fora dos campos e com a rejeição que ele enfrenta por parte de diversas torcidas, depois de passagens conturbadas por Grêmio e Flamengo. “Espero que ele resolva tudo, pois tem cabeça boa e está jogando bem”, disse o desenhista, sem abrir mão da criação. “No entanto, o personagem tem vida própria e nem sempre reflete a realidade de quem o inspirou.”

Ainda sem data para virar traço, o atacante santista Neymar é outro que deve ganhar espaço na prancheta de Mauricio de Sousa. O pai da Turma da Mônica ainda pretende criar um personagem para a Olimpíada de 2016, que também acontece no Brasil. “Já criamos um grupo no estúdio para definir quem será o personagem”, contou o quadrinista.

Rogério Ceni para as HQs – Chamado a escalar um jogador ou ex-jogador para os quadrinhos, Pelé sugeriu o goleiro Rogério Ceni. “Ele passa mensagens importantes ao público. Além disso, as pessoas geralmente dão muito destaque a atacantes e esquecem os goleiros, que têm uma grande responsabilidade”, defendeu Pelé, que aproveitou para dizer que torcerá pelo Corinthians na final da Copa Libertadores da América. “Sou brasileiro, e o Corinthians já me deu muitas alegrias”, brincou o ex-jogador e principal algoz do alvinegro paulista. São-paulino, Mauricio disse que vai fazer o mesmo. “Torcerei pela felicidade do meu filho, que é corintiano roxo.”

Pelé contou que era fã das histórias em quadrinhos de Flash Gordon e de Tarzan e que não gostou inicialmente de ser representado nos quadrinhos como uma criança com um topetão, mas, ao levar os primeiros desenhos de Mauricio para os filhos avaliarem, quando já jogava no Cosmos, nos Estados Unidos, acabou se conformando. Nesse momento, Mauricio apontou rindo para o cabelo do ex-jogador, que continua com o mesmo corte e cor. “A tinta preta é mais barata que a branca”, reagiu Pelé com bom-humor.