Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leonardo DiCaprio quer produzir filme do Capitão Planeta

Militante de causas ambientais, o astro quer fazer um longa-metragem com o super-herói ecológico dos anos 90

A investida de Leonardo DiCaprio na ecologia agora pode virar blockbuster. O ator, um ferrenho combatente do aquecimento global, quer entrar no filão dos super-heróis com um live-action (filme com gente de verdade) do Capitão Planeta, herói que protagonizava um desenho animado na década de 1990. E que, é claro, defendia o meio-ambiente.

De acordo com o site da revista americana The Hollywood Reporter, Di Caprio negocia a compra dos direitos para adaptar o desenho e convidou o ator Glen Powell para escrever o roteiro ao seu lado. Powell teve poucos trabalhos como roteirista, pois ganhou destaque mesmo atuando no filme Jovens, Loucos e Mais Rebeldes, de Richard Linklater (Boyhood). O longa estreia nesta quinta-feira.

Capitão Planeta, o desenho animado, contava com cinco personagens, de diferentes partes do mundo – diversidade é obrigatória nessa tipo de ficção – , que possuíam anéis mágicos e o poder de controlar elementos naturais. Unidos, eles convocavam o super-herói Capitão Planeta, para combater ameaças ambientais. O filme, que se passará anos depois do período da série animada, deve trazer um super-herói meio em fim de linha, que precisará muito da ajuda dos cinco jovens que ele antes auxiliava em momentos críticos.


O tempo urge — Na noite desta segunda-feira, Leonardo DiCaprio fez um vibrante apelo, em Paris, contra o aquecimento global, afirmando que “o tempo urge”. “A Terra precisa da nossa ajuda”, disse o ator aplaudido com entusiasmo por centenas de pessoas reunidas no Teatro do Chatelet para a exibição do documentário Antes do Dilúvio. Entre o público estavam a ministra francesa do Meio Ambiente, Ségolène Royal, e a prefeita de Paris, Anne Hidalgo. “É para isto que estamos aqui esta noite, é simplesmente por este motivo que fizemos este filme.”

No documentário, firmado por Fisher Stevens, o ator e produtor convida o público a conhecer os especialistas e políticos de todo o mundo envolvidos no desafio que representa o aquecimento global, e a descobrir pistas para solucionar o problema.

DiCaprio felicitou os “quase 200 países” que concluíram em dezembro de 2015 um acordo sobre as emissões de gases do efeito estufa, que “não apenas melhorará nosso ambiente, mas também nos levará a um século XXI mais duradouro”.

O acordo de Paris, pelo qual a comunidade internacional se comprometeu a limitar o aquecimento global “abaixo dos 2 graus” em relação à era pré-industrial, está baseado na vontade dos países de cumprir este compromisso “e nos leva apenas à metade do caminho” do objetivo, mas “é um início que dá esperança”.

(Com agência France-Presse)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Armando Mendoza

    O pior desenho animado já feito pela humanidade. Os personagens tem o carisma de um sapo de esgoto (já que é uma animação ecológica) e são tão inesquecíveis quanto os candidatos em quem você votou em 1994…

    Curtir