Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Kesha quer fazer barulho, diz produtor acusado de abuso emocional

E-mails divulgados nesta semana mostram Dr. Luke criticando o fato da cantora não estar seguindo sua dieta

A disputa entre Kesha e Dr. Luke ganhou mais um capítulo nesta semana, com a divulgação de e-mails trocados entre o produtor e a empresária da cantora, Monica Cornia, em 2012. Nas mensagens, Luke escreveu: “Ficamos preocupados quando ela não segue sua dieta… vimos isso acontecer diversas vezes… quase todo dia. E é duplamente preocupante quando os compositores classe A e produtores ficam relutantes em dar suas músicas para Kesha por causa de seu peso”.

Os e-mails, divulgados pelo site do tabloide The New York Post, foram apresentados em tribunal nesta semana, em meio à tentativa da cantora de sair de seu contrato de gravação com a Sony Music e Dr. Luke, batalha que já dura três anos. Ela acusou o produtor de estupro e abuso emocional durante os estágios iniciais de sua carreira. Dr. Luke negou repetidamente as acusações e processou Kesha por difamação.

Em outra troca de e-mails, Luke discute com Kesha sobre a letra da canção Crazy Kids. “Eu não dou a mínima para o que você quer. Se você for inteligente vai cantar desse jeito”, disse o produtor depois que a cantora pediu para alterar um trecho da letra.

Após a divulgação dos e-mails, a advogada de Luke, Christine Lepera, respondeu, afirmando que o produtor, na verdade, estava ajudando a cantora. “Kesha e seus advogados continuam a induzir em erro ao se recusar a apresentar um maior número de provas, que mostrariam a má-fé de Kesha Sebert e seus representantes, o que seria muito prejudicial a eles. Também mostra o tremendo apoio que Dr. Luke deu a Kesha em questões artísticas e pessoais, incluindo as preocupações da própria cantora sobre seu peso”, disse, em nota.

O texto continua, afirmando que Kesha está querendo distrair o público do caso. “Em vez de concordar em fazer uma divulgação completa, Kesha e seus representantes vazaram de maneira imprópria, sem a permissão do tribunal, três e-mails sem contexto que não apresentam o cenário completo dos eventos. Por exemplo, esses e-mails não mostram que a letra de Crazy Kids foi, na verdade, reescrita a pedido de Kesha. Qualquer declaração em contrário está enganando o público – assim como várias de suas acusações contra Dr. Luke.”

(Com Reuters)