Kanye West diz sofrer preconceito na moda por… não ser gay

Músico afirmou que, assim como os homossexuais sofrem em algumas áreas, sua heterossexualidade faz com que ele se senta discriminado no mundo fashion

O rapper Kanye West sempre namorou o mundo fashion. Mas o carinho não é recíproco. Em entrevista ao site britânico SHOWstudio, especializado em moda, o músico disse ser vítima de preconceito no setor por ser heterossexual — ele é casado com a avantajada socialite Kim Kardashian. “Eu sinto que sou discriminado no mundo da moda por não ser gay, enquanto em algumas áreas da música há um preconceito se você é gay”, afirmou o repersentante do machista hip-hop.

LEIA TAMBÉM:

Kanye West reafirma que quer disputar Presidência dos EUA – em 2020

Kanye West é cotado para apresentar o VMA em 2016

Kanye West e Paul McCartney gravaram com Rihanna

VMA 2015: a festa das pazes – ou da hipocrisia

West, que vem afirmando querer disputar a Presidência dos Estados Unidos em 2020, defendeu o fim das barreiras que separam as pessoas segundo a orientação sexual — colocando-se, como é típico de seu egocentrismo, como alguém capaz de promover a revolução. “As pessoas não têm mais problemas com rappers brancos hoje porque o Eminem surgiu e ele é o melhor. São as pessoas que quebram estereótipos que fazem história.”

Foi durante um discurso de agradecimento no último Video Music Awards (VMA), a premiação da MTV Americana, onde recebeu o Michael Jackson Video Award, prêmio destinado aos artistas mais inovadores em videoclipes, que West anunciou ser concorrente ao cargo mais alto dos EUA em 2020. A seriedade das suas intenções foram confirmadas pela esposa do músico, Kim Kardashian, em participação no programa de Ellen DeGeneres, e pelo próprio West, em entrevista à revista americana Vanity Fair.