Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça rejeita caso em que Lindsay é acusada de roubo

Promotoria de Los Angeles concluiu que não há evidências suficientes contra a atriz. Em outra saia justa, hotel de Los Angeles cobra dela débito de US$ 47 mil

Dessa vez, a atriz Lindsay Lohan conseguiu se livrar de mais uma confusão. A promotoria de Los Angeles rejeitou o caso em que a atriz é acusada de ter participado do roubo de relógios e óculos escuros de grife, subtraídos durante festa de arromba no fim de semana retrasado. O dono da mansão onde Lindsay circulou com o irmão Cody e três amigos acusa os convidados da atriz de terem roubado os objetos, avaliados em 100 mil dólares. De acordo com o site TMZ, a Justiça concluiu que não foram encontradas evidências para comprovar o roubo.

O arquivamento da acusação é um grande alívio para Lindsay, que ainda cumpre liberdade condicional pelo roubo de um colar de 2.500 dólares, no ano passado.

Por outro lado, Lindsay não escapou de outra situação comprometedora. De acordo com o site TMZ, ela deu calote de 47 mil dólares no luxuoso hotel Chateau Marmont, em Los Angeles. A atriz morou numa das suítes por 47 dias entre junho e julho deste ano. Fora as despesas com a hospedagem, o valor devido ainda inclui gastos excessivos com bebidas, cigarros e contas no restaurante do hotel. Apenas de consumo do frigobar, Lindsay deve 3 mil dólares, sendo que num único dia, 1º de julho, ela consumiu mais de 500 dólares. Outros 600 dólares foram destinados à compra de cigarros, o que totaliza 49 maços durante os 47 dias de hospedagem. O gerente do hotel diz ter cobrado o pagamento da conta várias vezes, mas a atriz simplesmente se recusa a acertar o débito.

LEIA TAMBÉM:

Balada no set? Lindsay Lohan pode fazer ‘Todo Mundo em Pânico 5’ com Charlie Sheen

Lindsay Lohan deve ganhar 2 milhões de dólares neste ano