Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Império’ impulsiona carreira musical de Alexandre Nero

O comendador bonitão de 'Imperio' canta sobre o amor no DVD 'Revendo Amor, com Pouco Uso, Quase na Caixa’, que já é o terceiro mais ouvido no Spotify

Não é nenhuma novidade que Alexandre Nero, o comendador garanhão de Império, segue também a carreira de cantor fora das novelas. Mas muita gente descobriu essa outra faceta do personagem depois da trama das nove da Globo. Revendo amor, com pouco uso, quase na caixa, seu DVD, atingiu esta semana o terceiro lugar no site de streaming de música Spotify.

Nero, que já cantou o sentimento de diversas formas em seus nove álbuns, volta a explorar o tema no DVD, às vezes sozinho com o seu violão, outras acompanhado de um acordeom ou pela banda. Ele divide a direção musical com o produtor e maestro Gilson Fukushima e a dupla experimentou diversas inspirações para o trabalho, que passam por referências sonoras de bandas de fanfarra, o universo circense, coretos do interior e bandas de marchinhas.

Leia também:

Zé Alfredo entra para a lista de ‘fantasmas-gatos’ da ficção

Aguinaldo Silva: ‘Comendador fez o que o Eike deveria ter feito. Fingir-se de morto’

O repertório do filme é variado e conta com títulos e parcerias clássicas, como O Mundo, de André Abujmra; O Amor É Filme, de João Falcão; A Banda, de Chico Buarque e Não Aprendi Dizer Adeus, de Joel Marques.

O cenário da gravação é uma tradicional casa do século XIX, em Curitiba, sua cidade natal. Os diversos cômodos e a arquitetura do lugar possibilitam a criação de cenas com poesias e textos, além de registrar as conversas, encontros e até eventuais erros da produção.