IMPERDÍVEL – Nobel Svetlana Aleksiévitch lança livro na Flip

‘A Guerra Não Tem Rosto de Mulher’ chegou às livrarias no dia 31 de junho. Autora participa da Festa Literária Internacional de Paraty neste sábado, às 17h15

(Tradução de Cecília Rosas, Companhia das Letras, 392 páginas, 49,90 reais) As pessoas não estão acostumadas a ouvir histórias de guerras vividas por mulheres: geralmente elas são esquecidas e relegadas aos papéis de esposas, mães e filhas de soldados e líderes. Não mais. Em seu novo livro, A Guerra Não tem Gosto de Mulher, que a Companhia das Letras lançou no fim de junho, a jornalista bielorrussa Svetlana Aleksiévitch, vencedora do Prêmio Nobel de Literatura em 2015, entrega o protagonismo a cerca de 1 milhão de mulheres que lutaram no Exército Vermelho durante a II Guerra Mundial.

Assim como seu primeiro livro lançado no Brasil, Vozes de Tchernóbil, esta nova obra é dividida em diversos relatos. São as mulheres que contaram à autora como foi estar no front, como francoatiradoras ou fuzileiras, ou nos bastidores do conflito, como enfermeiras e médicas. São memórias dolorosas, difíceis, que são expostas, muitas vezes, entre lágrimas e soluços, mas que precisavam ser compartilhadas. No início do livro, Svetlana também compartilha algumas histórias da produção do volume.

“Fui procurar uma mulher na fábrica de tratores de Minsk; ela tinha sido francoatiradora. E famosa. Apareceu mais de uma vez em manchetes de jornal. As amigas dela me deram o número do telefone de sua casa em Moscou, mas era antigo. Sobrenome também, eu só tinha o de solteira. Fui à fábrica onde, como eu sabia, ela trabalhava, e no departamento pessoal escutei dos homens (do diretor da fábrica e do chefe do departamento): ‘Por acaso falta homem para isso? Para que você quer essas histórias de mulher? Fantasias de mulher…’. Os homens tinham medo de que elas não contassem direito a guerra.”

Svetlana fala de A Guerra Não Tem Rosto de Mulher e de seus outros trabalhos neste sábado na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), às 17h15. Quem não estiver pela cidade fluminense, pode acompanhar a transmissão da mesa no site oficial do evento: flip.org.br.