Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hacker que roubou canções de Madonna pega 14 meses de prisão

Um tribunal de Tel Aviv condenou nesta quinta-feira a catorze meses de prisão o hacker israelense que roubou composições da cantora Madonna para vendê-las na internet, no ano passado. O condenado, Adi Lederman, ainda deverá pagar uma multa de 15 000 shekels (3.968 dólares ou cerca de 12.600 reais). Ele se declarou culpado de todas as acusações durante o processo.

LEIA TAMBÉM:

Madonna agradece a Israel por prender hacker que roubou suas canções

Madonna antecipa na internet seis faixas de seu novo disco

Lederman também hackeou os computadores de artistas menos conhecidos, mas a sua detenção está diretamente ligada ao caso de Madonna, que no começo do ano apresentou uma denúncia contra o isralense por meio do FBI, o que fez dele o alvo de uma busca em nível internacional. A investigação levou a inteligência americana a cooperar com a unidade de delitos informáticos da polícia israelense antifraude, que deteve o suspeito em 22 de janeiro.

Ao denunciar o caso, Madonna se manifestou. “A invasão da minha vida, criativa, profissional e pessoalmente, continua sendo uma experiência daninha e devastadora, como deve ser igualmente para todos”. O juiz que viu o caso, Tzachi Uziel, do Tribunal de Paz de Tel Aviv, ordenou também a destruição de todos os conteúdos e arquivos dos computadores do hacker que foram apreendidos.

(Com agência EFE)