Gugu Liberato se reúne com advogados para discutir saída da Record

Quatro anos antes do fim do contrato com a emissora do bispo Edir Macedo, o apresentador que deixou o SBT pode dizer adeus outra vez

Quatro anos após sair do SBT atraído por um salário mensal de 3 milhões de reais e as promessas de que teria verba à sua disposição para diversas produções em seu programa caso fosse para a Rede Record, o apresentador Gugu Liberato considera agora deixar a emissora. Gugu reuniu seus advogados nesta quinta-feira para discutir a melhor maneira de sair da Record — a quebra do contrato pode resultar em multa.

LEIA TAMBÉM:

Gugu: ‘Eu não importava mais para o SBT’

Acervo VEJA: Gugu na corda bamba das tardes de domingo

No mercado televisivo, circula a informação de que Gugu, que ainda teria mais quatro anos de contrato a cumprir com a Record, estaria insatisfeito com a redução em seu salário proposta pelo canal, que vem diminuindo gastos e cortando funcionários.

Por outro lado, o programa de Gugu não deu à emissora a audiência esperada. Quando estreou, em 2009, a atração atingiu 16 pontos no ibope e concorreu com o Fantástico, mas o sucesso durou pouco e um ano depois a audiência despencou.

O apresentador do Melhor do Brasil, Rodrigo Faro, está sendo cotado pela Record para substituir Gugu, caso ele decida deixar a emissora. A Record, até o momento, não se pronunciou sobre o caso. Na grade de programação do próximo domingo, enviada para a imprensa às 20h30, o Programa do Gugu aparece às 15h30.