Globais sofrem críticas por campanha pró-aborto

Atrizes como Bruna Linzmeyer, da novela 'A Regra do Jogo', participaram do vídeo 'Meu Corpo, Minhas Regras' e agora são alvo de mensagens que pedem o boicote aos seus trabalhos

As atrizes Bruna Linzmeyer (A Regra do Jogo) e Nanda Costa (Salve Jorge e Império) estão sofrendo ataques nas redes sociais por participar do vídeo Meu Corpo, Minhas Regras, uma campanha a favor do direito da mulher de optar pelo aborto, e que também trata da violência e do machismo sofrido pela parcela feminina da população. Nas páginas dos atores nas redes sociais, usuários contrários à campanha pedem o boicote aos trabalhos das atrizes. “Abortista hipócrita! Faz campanha para o Criança Esperança e tira a esperança de futuras crianças nascerem”, escreveu Aline Maria na página do Facebook de Bruna Linzmeyer.

LEIA TAMBÉM:

Imperdível: Olmo e a Gaivota

‘A Linda me virou do avesso’, diz Bruna Linzmeyer

Nanda Costa visitou cultos para viver ex-prostituta que se converte

O tom indignado se repete em vários comentários na página de Bruna, como o que fez Walter Reis: “Que horror, que nojo, que falta de carinho, de amor de vocês, atores. Isso realmente mostra que vocês vivem do ser humano mas, não o entendem em nada. Só quem já nasceu é a favor do aborto”. Outro seguidor, Alex Juliano, volta a falar sobre o Criança Esperança — programa que ele promete nunca mais ver — e chama Bruna de “linda, abortista e hipócrita”. Na página de Nanda Costa, André Ribeiro fez uma montagem com uma imagem da atriz, como se ela dissesse: “Obrigada pela sua doação ao Criança Esperança! Sua doação ajuda a salvar a vida de milhares de crianças! Agora me dá licença que vou ali gravar um vídeo pedindo a legalização do assassinato de crianças no útero da mãe”.

Johhny Massaro também foi alvo de críticas, embora menos do que suas colegas. O internauto Weslei Silva classificou a campanha como “lamentável” e pediu para Deus abençoar a “pobre alma” do ator. “Você deveria conversar com algumas famílias para se informar mais”, completou Silva no Facebook.

O vídeo Meu Corpo, Minhas Regras foi feito após o Festival do Rio deste ano, que escolheu como melhor documentário Olmo e a Gaivota (2014). A diretora, Petra Costa, subiu ao palco e discursou em favor das mulheres, para quem ela dedicou o prêmio, e pediu para que elas tenham soberania sobre o próprio corpo. Depois, a página do filme no Facebook recebeu vários ataques pelo posicionamento da diretora. Como resposta, Petra convidou, além de Nanda e Bruna, Johnny Massaro, Alexandre Borges e Julia Lemmertz para participar da gravação do vídeo da campanha, que já foi visto por mais 700.000 pessoas no YouTube.