Filmes 3D impulsionam arrecadação dos cinemas em 2009

Os lançamentos de filmes em 3D contribuíram para o crescimento da indústria do cinema em 2009. Segundo dados da Motion Picture Association of America (MPAA) divulgados nesta quinta-feira, esses lançamentos foram responsáveis por um aumento de cerca de 8% na arrecadação das bilheterias do mundo, num total de 29,9 bilhões de dólares no ano passado. Em 2008, a arrecadação nas bilheterias havia somado 27,8 bilhões de dólares.

De acordo com a MPAA, a alta foi impulsionada pelo aumento nos preços dos ingressos e do número de espectadores. A maior arrecadação foi motivada, especialmente, pela popularidade que ganharam os filmes 3D que, além de atrair mais pessoas ao cinema, possuem um ingresso mais caro que os tradicionais.

No total, foram 20 filmes lançados em 3D no ano passado, incluindo o bem-sucedido Avatar e a animação UP – Altas Aventuras. Em 2008, foram apenas 8 lançamentos que utilizaram a tecnologia. Nos Estados Unidos e Canadá, o número de salas que estão projetadas para exibirem esses filmes mais que dobrou no ano que passado, saltando de 1.514 para 3.548 salas.

Mesmo que os filmes 3D representem menos de 4% dos 558 filmes lançados durante todo o ano passado, juntos eles somaram 1,14 bilhão de dólares, ou 11% dos 10,6 bilhões de dólares arrecadados nos Estados Unidos e Canadá. O impacto dos 3D ao redor do mundo ainda não está muito claro, mas o aumento das salas projetadas para a exibição 3D ajuda a dimensionar esse impacto. Em 2008, eram apenas 1.029. Em 2009, esse número subiu para 5.441.

Além do balanço de 2009, a MPAA divulgou também a arrecadação prévia deste ano. Desde 1º de janeiro até esta quinta-feira, o número de ingressos vendidos subiu quase 5% em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 2,06 bilhões de dólares nos Estados Unidos e Canadá, ajudados principalmente pela popularidade de Avatar.