Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Filme vai mostrar Hitchcock como um ‘gênio do mal’

'The Girl' é inspirado pelas histórias da atriz Tippi Hedren ao lado do cineasta, de quem ela diz ter sofrido assédio moral e sexual

Vingativo e obsessivo. Assim será retratado o genial cineasta Alfred Hitchcock no filme para a televisão The Girl, inspirado nas experiências da atriz Tippi Hedren, de Os Pássaros (1963) e Marnie, Confissões de uma Ladra (1964), com o diretor. A julgar pelos detalhes divulgados por ela na conferência da Associação de Críticos de Televisão dos Estados Unidos, nesta quarta-feira, o filme ainda vai causar controvérsia. Segundo ela, The Girl retrata o diretor como um homem que se torna vingativo e obcecado quando a jovem atriz rejeita suas investidas.

LEIA MAIS:

LEIA MAIS: ‘Um Corpo que Cai’, de Hitchcock, é eleito o melhor filme da história

Tippi diz ter sofrido assédio sexual do diretor. Em uma das cenas do filme, o cineasta tenta beijá-la no banco de trás de um carro, após exigir que ela estivesse “disponível sexualmente” para ele. “Acho que ele era uma pessoa muito triste. Estamos falando de um gênio, mas um gênio do mal e quase perigoso, porque ele tinha um grande poder de manipular as pessoas e ninguém desconfiava de nada”, disse Tippi, de 82 anos. A atriz, que será interpretada nas telas pela atriz Sienna Miller, diz ter perdido muitos papéis por causa de um contrato que assinou com Hitchcock, e que ele “arruinou” sua carreira, mas não sua vida.

A atriz Tippi Hendren em 2011

A atriz Tippi Hendren em 2011 (VEJA)

O filme também mostra que a atriz sofreu assédio moral do diretor após rejeitá-lo. Em uma cena, ela é forçada a trabalhar com pássaros vivos durante cinco dias para gravar uma cena em um sótão, e acaba com vários cortes no rosto. Tippi, que é mãe da atriz Melanie Griffith, ainda brincou dizendo que, naquela época, não havia leis trabalhistas que inibissem esse tipo de assédio. Mas que, caso acontecesse hoje, ela seria “uma mulher muito rica.”

The Girl estreia em 20 de outubro nos Estados Unidos, quando será exibido pela HBO americana. O filme será dirigido por Julian Jarrold e tem Toby Jones no papel de Hitchcock. Jarrold afirma que os descendentes de Hitchcock, inclusive sua filha, não fizeram nenhuma objeção ao filme, mas também não quiseram assisti-lo.