Filho de Nick Cave usou LSD antes de cair de penhasco

Adolescente de 15 anos morreu em julho devido aos ferimentos do acidente

Encontrado morto após cair de um penhasco na Inglaterra, em julho, Arthur Cave, filho do músico Nick Cave, havia usado LSD antes da queda. As informações foram confirmadas pela investigação oficial divulgada nesta terça-feira. O cantor de 58 anos e sua mulher, Susie Bick, participavam do inquérito em Brighton, mas deixaram o local quando teve início um debate sobre os ferimentos do filho.

Leia também:

Filho de Nick Cave, de 15 anos, morre ao cair de penhasco

O adolescente de 15 anos foi visto por motoristas que dirigiam em velocidade reduzida. Eles tentaram socorrê-lo quando o avistaram cambaleando em zigue-zague na beira do penhasco. Com a queda, Arthur fraturou o crânio, quebrou as pernas e teve hemorragia no cérebro. O garoto chegou a ser levado ao hospital Royal Sussex County, em Brighton, mas não resistiu aos graves ferimentos.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, Arthur dividiu o LSD que tinha com um amigo. Ainda de acordo com a publicação, o legista informou que a droga fez o jovem ter alucinações e ficar violento.

Nick Cave se mudou para Londres com sua banda de punk The Birthday Party em 1980, mas a fama chegou poucos anos depois com o grupo Nick Cave and the Bad Seeds. Cave tem quatro filhos, dois de relacionamentos anteriores. O músico se casou com Susie em 1999. A família vive próxima ao local do acidente onde Arthur foi encontrado.

(Da redação, com Estadão Conteúdo)