Fernanda Gentil: ‘Referência para meu filho não vem de gênero’

Apresentadora do ‘Esporte Espetacular’ respondeu seguidor que perguntou que ‘referência masculina’ ela esperava que Gabriel tivesse

Fernanda Gentil rebateu um seguidor que perguntou a ela, no Twitter, que “referência masculina” ela esperava que seu filho, Gabriel, tivesse. “As referências dos meus filhos não vêm de gêneros e sim de caracteres”, escreveu a apresentadora do Esporte Espetacular, da Globo.

A pergunta do seguidor está relacionada ao fato de que Fernanda assumiu recentemente namoro com a também jornalista Priscila Montandon. Elas estão juntas há três meses. Fernanda foi casada com o empresário Matheus Braga, com quem ela teve Gabriel, até abril deste ano.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Múcio Henrique

    Apenas expus meu ponto de vista.

    Curtir

  2. Edison Diniz

    Para que tanta publicidade em cima de uma pessoa que usou um homem apenas para engravidá-la.Esta sim de caráter duvidoso, pois não deu a mínima para os sentimentos do seu ex-marido.Já estava tudo esquematizado com relação a seus gostos e desgostos! Vá se catar!!!

    Curtir

  3. Alzeri Bormann

    Fernanda, uma coisa não encaixa, voce se refere a caráter, se o caráter de namorar outra mulher fosse normal, qual a razão de voce não ter tido teu filho gerado diretamente com outra mulher? Esse é o exemplo que voce vai deixar como legado para seu filho?

    Curtir

  4. Fernanda, força, fé, coragem e muito amor…
    Enquanto isso os “cristão” vão no TRÁ, TRÁ, TRÁ…
    Leiam toda a bíblia, não só uma parte:
    Porém se isto for verdadeiro, isto é, que a virgindade não se achou na moça,
    Então levarão a moça à porta da casa de seu pai, e os homens da sua cidade a apedrejarão, até que morra;
    Deuteronômio 22:20,21
    Quando houver moça virgem, desposada, e um homem a achar na cidade, e se deitar com ela,
    Então trareis ambos à porta daquela cidade, e os apedrejareis, até que morram
    Deuteronômio 22:23,24

    Curtir

  5. Alberto de Araujo

    Fazer de intimidades um foco na mídia para realçar a vida profissional poe em cheque o seu valor.Se optou ser feliz com pessoa do mesmo sexo é de sua exclusividade, Não deve ser explorado como vítima da incompreensão.

    Curtir