Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fashion Rio aposta nos desfiles de alto verão

Segundo ele, o disputado calendário de eventos do Rio de Janeiro nos próximos anos torna o momento propício a novos formatos no mundo da moda

“Ninguém procura roupa de primavera. Estamos num país tropical, temos sete meses de calor. Com o alto-verão poderemos criar uma transformação ainda maior. Conseguiremos organizar o mercado, melhorar os preços e acabar com a liquidação de verão em janeiro”,diz Paulo Borges, do Fashion Rio

A primeira temporada de desfiles de alto-verão do Fashion Rio será realizada entre o fim de agosto e o início de setembro de 2013, e a edição de verão foi antecipada de junho para maio deste ano. Ao anunciar oficialmente as mudanças, o produtor e empresário Paulo Borges disse que elas decorrem não apenas de exigências do mercado de moda – que já eram previstas – mas também do concorrido calendário do Rio de Janerio nos próximos anos.

Na entrevista coletiva de lançamento da 20ª edição do Fashion Rio, Borges disse que este é um momento propício a mudanças. “O Rio será palco nos próximos anos de grandes eventos, então precisávamos planejar alterações até 2016”, disse, recapitulando a agenda carioca: a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio + 20), e a Jornada Mundial da Juventude, Copa do Mundo, os Jogos Olímpicos, , além das comemorações dos 450 anos da cidade, em 2015.

Paulo Borges acentuou que já previa novos formatos nas plataformas de moda há anos, e agora chegou o momento. “Foi uma convergência de interesses do mercado e não um interesse pessoal. Trabalho com moda há 30 anos, e me pergunto por que começamos janeiro com liquidação de verão, é um absurdo. Justamente nessa época, o preço deveria ser cheio”. Para Borges, a criação da terceira plataforma dará fôlego extra ao comércio, à indústria e beneficiará o consumidor.

“Ninguém procura roupa de primavera. Estamos num país tropical, temos sete meses de calor. Com o alto-verão poderemos criar uma transformação ainda maior. Conseguiremos organizar o mercado, melhorar os preços e acabar com a liquidação de verão em janeiro”, explicou. Quanto à extinção dos desfiles de inverno, em 2014, Borges disse que a decisão final caberá ao mercado. Em 2013, o calendário será mantido, com a edição da temporada fria na data tradicional, em janeiro do ano que vem.

Nesta terça-feira começa a 20ª edição do Fashion Rio, no Píer Mauá, no Rio de Janeiro, com o tema “Sou Rio: Essa Bossa É Nossa”. A inspiração, segundo os organizadores, veio de um dos elementos culturais mais carcaterísticos do Rio e do Brasil. “O mundo conheceu o Brasil pelo Rio de Janeiro. A música brasileira, a bossa nova, é ícone mundial, é modernidade”. Esta edição vai homenagear também um dos maiores nomes do design brasileiro, o arquiteto Sérgio Rodrigues, que ganha exposição de suas obras, no Armazém 5, da Zona Portuária.

“Esses trabalhos de design e música inspiram a moda, a indústria criativa. Sérgio Rodrigues fez a personalidade brasileira no design e queremos desenvolver uma moda global reconhecida”, ambiciona o produtor, que esteve ao lado de alguns parceiros representados por Júlio Bueno, secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços; Antônio Pedro Figueira de Melo, secretário municipal do Turismo; Carlos Mariani Bittencourt; Aguinaldo Diniz Filho, presidente da ABIT.