Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estúdios negam autorização a musical de James Bond

Danjaq e MGM, detentores dos direitos do personagem, afirmam que nenhuma peça de teatro com o 007 pode ser produzida sem autorização prévia

A produção do musical que seria protagonizado pelo espião James Bond foi negada pelos estúdios Danjaq e MGM, que detêm os direitos do personagem. O comunicado foi publicado na página oficial de 007 no Facebook. “A Danjaq LLC e a Metro-Goldwyn-Mayer Studios Inc. confirmam que não licenciaram nenhum direito para Merry Saltzman ou sua compahia para criar um musical de James Bond”, diz o texto. As empresas ainda reforçam na nota que é delas o controle sobre toda a franquia Bond e que nada que envolva o personagem pode ser produzido sem a permissão de ambas.

LEIA TAMBÉM:

Daniel Craig passa por cirurgia após lesão em filme de James Bond

Novo ‘007’ terá Bond mais sábio e experiente, diz diretor

Nesta semana, uma reportagem da revista americana Playbill, especializada em teatro, afirmava que a produtora Merry Saltzman, filha de Harry Saltzman, que produziu nove filmes da franquia do espião, teria garantido os direitos para adaptar a trama batizada de James Bond: The Musical. Merry teria confirmado a informação e dito que a peça estava prevista para estrear entre 2017 e 2018, na Broadway ou em Las Vegas.

Segundo o jornal britânico The Guardian, Harry Salztman foi um dos responsáveis por dar vida ao espião no cinema. Dono de 50% dos direitos do personagem, Salztman vendeu sua parte à Danjaq em 1975, por problemas financeiros.

Já o 24º filme com o 007, Spectre, estrelado por Daniel Craig, está previsto para chegar aos cinemas em 6 de novembro deste ano.