Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Donna Summer acreditava ter contraído câncer no 11 de setembro

Cantora morta ontem, vítima de câncer de pulmão, teria ficado neurótica com poeira após atentados terroristas de 2001

De acordo com amigos de Donna Summer, que morreu ontem vítima de câncer de pulmão, a cantora acreditava piamente que havia contraído a doença após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001. Segundo o site TMZ, naquela época, a cantora morava em um apartamento bem próximo ao World Trade Center, e teria ficado paranoica após respirar as cinzas no ar de Nova York.

Nos anos seguintes, Donna passou a espirrar desinfetante no ar e até mesmo pedia que seus camarins tivessem lençóis de seda pendurados para evitar a entrada de poeira. Além disso, a cantora, que era muito religiosa, acreditava que os ataques de 11 de setembro tinham como alvo, de uma maneira metafísica, os cristãos americanos como ela.

Quando Donna foi diagnosticada com câncer de pulmão, os médicos lhe disseram que o cigarro poderia ter causado a doença — afinal, Donna era fumante e, durante muitos anos, frequentou clubes em que as pessoas fumavam –, mas ela nunca acreditou nessa hipótese.