Documentário sobre brasileiro Sebastião Salgado vai ao Oscar

O Sal da Terra, filme dirigido pelo alemão Wim Wenders (Pina) e Juliano Ribeiro Salgado, filho de Sebastião Salgado, sobre o trabalho do fotógrafo brasileiro, foi indicado nesta quinta-feira ao Oscar de melhor documentário. O longa vai concorrer com o alemão CitizenFour (2014), de aura Poitras, sobre Edward Snowden, que vazou dados confidenciais do serviço de inteligência americano, Vietnã: Batendo em Retirada (2014), dos americanos Rory Kennedy e Keven McAlester, Virunga (2014), filme do britânico Orlando von Einsiedel, sobre um grupo que arriscou a vida para salvar os últimos gorilas das montanhas do Congo, e A Fotografia Oculta de Vivian Maier (2013), dos americanos John Maloof e Charlie Siskel, outro documentário sobre um fotógrafo.

Leia também:

Confira a lista com os indicados ao Oscar 2015

Tom político marca Globo de Ouro que consagrou ‘Boyhood’

O filme foi longamente aplaudido de pé no Festival de Cannes, em maio passado, quando conquistou um prêmio especial na mostra Um Certo Olhar. Não é difícil entender o motivo de tantos elogios: o documentário tem como base a força das imagens captadas pela câmera de Sebastião Salgado. Wim Wenders conta que conheceu a arte de Salgado em uma galeria na Europa, onde comprou duas obras: de Serra Pelada e de uma mulher tuareg cega. Nelas, diz o diretor alemão, logo percebeu que “ele realmente se importava com as pessoas. E as pessoas são o sal da terra”.

O Sal da Terra foi exibido no Festival do Rio, em outubro, mas ainda não tem data de estrear no circuito comercial do país. A cerimônia de entrega do Oscar ocorrerá no dia 22 de fevereiro de 2015, em Hollywood. O evento será transmitido ao vivo em mais de 225 países do mundo inteiro.


(Com agência EFE)