Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diretor de ‘X-Men’ recebe nova acusação de abuso sexual

Bryan Singer teria tido relações sexuais com um garoto britânico durante uma festa de pré-estreia do longa 'Superman: O Retorno', em Londres

O diretor e produtor Bryan Singer, mundialmente conhecido pela franquia X-Men, tornou-se alvo de uma nova acusação de abuso sexual, feita anonimamente por um garoto britânico neste sábado, de acordo com informações do site americano Daily Beast. Segundo o advogado de Singer, Marty Singer, todas as acusações feitas são “totalmente falsas”.

Segundo a acusação, Singer teria tido relações sexuais com o garoto quando ainda tinha 17 anos, durante uma festa de pré-estreia do longa Super-Homem: O Retorno (2006) — dirigido por ele — em Londres. O cineasta teria oferecido uma quantidade da droga Quaalude ao jovem, que teria se recusado a tomar, mas acabou sendo repreendido e agredido por um “homem grande e musculoso”.

Leia também:

Acusado de abuso sexual, diretor de ‘X-Men’ cancela participação em estreia

Novo ‘X-Men’ é o projeto mais ambicioso da franquia, diz produtor

Na última semana, o mesmo advogado que representa o jovem britânico iniciou um processo contra Singer, feito por Michel Egan III, um homem de 31 anos. O rapaz acusa o diretor de tê-lo obrigado a manter relações sexuais com ele durante várias festas na Califórnia e no Havaí, no final dos anos 1990, quando Egan tinha 17 anos. Ele também alega ter sofrido violência física e ter sido forçado a usar drogas. Segundo Egan, a aproximação ocorreu porque o cineasta e outros envolvidos teriam lhe oferecido uma oportunidade em Hollywood.