Deputado Protógenes Queiroz lança campanha contra filme ‘Ted’

O humor politicamente incorreto do filme Ted, protagonizado por Mark Wahlberg, incomodou o deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB). Delegado da PF, Protógenes iniciou uma campanha nas redes sociais para impedir a exibição do filme no Brasil, uma espécie de “teje preso!” (sic) virtual. Em nota oficial, a Universal Pictures, responsável pela produção, afirmou que a Paramount Pictures, distribuidora no Brasil, seguiu o procedimento oficial para a obtenção da classificação indicativa de Ted. “Submetido a apreciação do Ministério da Justiça, o filme foi considerado inadequado para menores de 16 anos por abordagem de drogas, conteúdo sexual e linguagem imprópria.”

Dirigido por Seth MacFarlane, o longa retrata a relação de amizade entre um fracassado vendedor de carros e seu urso de pelúcia, que fala, anda e fuma maconha. “O filme Ted não está apropriado para nenhuma faixa etária. Incentiva o consumo de drogas e crime, usando ainda ícones infantis”, escreveu Queiroz em sua página no Twitter. O deputado federal criou a hastag #forafilmeTed.

Ted foi a segunda produção mais vista no país no fim de semana, atraindo 191 000 espectadores.