Del Barbiere tem o melhor menu executivo de Porto Alegre

Marcelo Schambeck, o chef do ano desta edição, investe toda a sua criatividade em almoços muito bem servidos

É comum encontrar casas que reservam insumos triviais e preparações básicas para o almoço a preço fixo. Esse não é o caso do Del Barbiere. Como não há serviço de jantar no lugar, todas as atenções de Marcelo Schambeck, eleito o chef do ano nesta edição, voltam-se para a sequência em três etapas oferecida de terça a sexta a R$ 55,00 por pessoa. Os pratos, de apresentação cuidadosa, são antecedidos pelo pão da casa, com malte em sua composição. A seleção de receitas, que muda todos os meses e privilegia produtos da estação, pode levar à mesa entradas como o consomê de cogumelos com pinhão, feijão moyashi e dill. Há chance de a refeição continuar com o spatzle de manjericão mais camarão, tomate, abobrinha e brócolis ou com a polpetta suína ao molho de tomate sobre polenta cremosa guarnecida de vagem, farofa de pão e salsinha frita. No arremate, doces simples agradam pelos sabores afinados, caso do branquinho de café com crocante de bolo de laranja e compota feita com a casca da mesma fruta. Aos sábados, essas receitas dão espaço a uma abordagem mais contemporânea, e a refeição é composta de seis etapas (R$ 98,00), que incluem uma seleção de queijos nacionais. Para acompanhamento, há opções de vinho listadas em uma lousa — entre elas, o Aracuri Identidade RS Chardonnay (R$ 100,00), um rótulo próprio.

Rua Jerônimo Coelho, 188, Centro Histórico, (51) 3019-4202 (28 lugares). 9h/15h (fecha seg. e dom.). Aberto em 2009. $$

 

2º Lugar – Mandarinier Gastronomia

A casa vem se consagrando como um dos principais lugares para almoçar na cidade — por isso, é prudente fazer reserva. Nos bastidores, os chefs Leonardo Magni e Liliana Andriola preparam menus fechados que custam R$ 41,00, de terça a sexta, e R$ 62,00, aos sábados. Uma possibilidade de sequência é a salada com rosbife, beterraba, couve e queijo coalho seguida por arroz com cogumelos, ovo e bacon. Alegra o fim da refeição o semifreddo com castanhas e laranja. Uma sexta-feira por mês, mediante reserva, é servido jantar, a R$ 95,00 por pessoa.

Rua Alberto Torres, 228, Cidade Baixa, (51) 3517-7703 (30 lugares). 11h45/14h30 (sáb. 12h/15h30; fecha dom.). $$

 

3º Lugar – Chicafundó

Depois de conquistar a clientela nos fundos de uma charmosa loja, o restaurante transferiu-se para um antigo casarão do bairro Independência. De terça a sexta, Matias Moreno, Leonardo Xerez e Elisa Prenna servem almoço composto de entrada, principal e expresso por R$ 50,00 (inclui água sem gás). Podem surgir combinações como a quiche de cogumelos e salada verde seguida por polpetone com spätzle. Aos sábados, por R$ 75,00, é possível provar salada vietnamita vegetariana, curry tailandês com camarões ou cubos de filé-mignon na pasta de pimenta, por exemplo. Servido às quintas, o jantar exige reserva e custa R$ 95,00 por pessoa.

Avenida Independência, 1005, Independência, (51)3013-4096 (50 lugares). 12h/14h (qui. jantar 20h/23h45; fecha dom. e seg.). Aberto em 2010. $$