David Byrne pede transparência aos serviços de streaming

Para o ex-vocalista da banda Talking Heads, músicos precisam saber detalhes dos contratos firmados pelas gravadoras, para garantir que recebam uma parcela justa dos royalties

David Byrne

David Byrne (VEJA)

O músico britânico David Byrne escreveu um artigo para o jornal The New York Times em que pede mais transparência aos serviços de streaming e às gravadoras. “Antes que os músicos e seus advogados possam criar um sistema mais justo de pagamento, precisamos saber exatamente o que acontece”, disse no texto. Para ele, só assim os músicos poderão garantir uma parcela “justa” do dinheiro que serviços como Spotify e Tidal repassam às grandes gravadoras.

LEIA TAMBÉM:

Prince tira suas músicas de serviços de streaming

Veteranos do AC/DC se rendem ao streaming

Facebook planeja lançar streaming de músicas

A fim de saber mais sobre a relação entre gravadoras e empresas de streaming, Byrne entrou em contato com a Apple Music, da gigante Apple, para que ela explicasse como os royalties serão distribuídos aos artistas durante os três meses iniciais em que os usuários não pagam pelas músicas que ouvem. A Apple Music respondeu que essa informação só estaria disponível às gravadoras.

Como ele mesmo é dono de um selo, escreveu mais uma vez ao serviço de streaming, insistindo para obter informações. Obteve nova resposta evasiva: “Você não pode ver o acordo, mas seu advogado pode ligar para o nosso e nós poderemos responder a algumas perguntas”.

Byrne vê, no entanto, um lado positivo no cenário atual: para ele, o streaming permite aos artistas expandir seu alcance. Mas é necessário que músicos, gravadoras e serviços de streaming trabalhem juntos para fazer “mudanças fundamentais que serão boas para todos”. A declaração mostra mudança de pensamento do ex-vocalista do Talking Heads, que em 2013 escreveu ao jornal britânico The Guardian: “Todo o modelo é insustentável enquanto um meio de dar suporte ao trabalho criativo de qualquer tipo. A internet irá sugar o conteúdo criativo de todo o mundo até que nada mais reste”.

Rihanna

A cantora de 27 anos já recebeu diversos dos principais prêmios da música, como no Grammy, no MTV Music Awards e no People’s Choice Awards e vendeu mais de 20 milhões de discos. Seu último álbum, Unapologetic, foi lançado em 2012 e alcançou o topo da lista da Billboard na época.

Katy Perry

A cantora californiana lançou seu último álbum em 2013, Prism, tendo como carro-chefe o hit Roar, mas desde 2001, com seu disco de estreia, Katy é responsável por emplacar sucessos como I Kissed A Girl e Teenage Dream.

Beyoncé

Beyoncé já lançou 15 álbuns solo e levou para casa 214 prêmios. Seu último sucesso deu o que falar nas redes sociais: a cantora gravou uma versão inédita do hit Crazy In Love para a trilha sonora do filme Cinquenta Tons de Cinza.

Lana Del Rey

A novaiorquina ganhou reconhecimento com seu álbum Born to Die, de 2012. A mistura do indie, rock e pop agradou o público e garantiu à cantora prêmios como o Brit Awards.

Lady Gaga

Irreverente, Lady Gaga choca com suas performances e figurinos. A artista tem diversos sucessos, sendo as faixas Applause, Bad RomanceBorn This Way e Poker Face as mais populares.  Seu primeiro álbum, The Fame, foi considerado um dos 100 melhores da época pela revista americana Rolling Stone.

Ariana Grande

Ela tem apenas 22 anos e uma legião de fãs. Seu segundo álbum, My Everything (2014), estreou no topo do ranking da Billboard com mais de 165.000 cópias vendidas. O álbum inclui o sucesso Problem e o single Break Free.

Nicki Minaj

A rapper lançou seu álbum de estreia em 2010: Pink Friday, que se alcançou sucesso comercial e entrou para os rankings da Billboard. Nicki se tornou a primeira artista a ter sete singles na lista de músicas mais executadas nos Estados Unidos ao mesmo tempo. Seu último disco, The Pinkprint, foi lançado no ano passado, contendo o hit Anaconda.

Ellie Goulding

A britânica lançou seu último disco, Halcyon Days, em 2013. Atualmente, a faixa Love Me Like You Do, feita especialmente para a trilha sonora do longa Cinquenta Tons de Cinza, alcançou o terceiro lugar no Hot 100 da Billboard

Taylor Swift

Aos 14 anos, Taylor Swift foi a pessoa mais jovem a fazer parte do catálogo de compositores profissionais da Sony/ATV Publishing, mas o contrato com uma gravadora só veio aos 17 anos. Seu primeiro álbum, Fearless (2008), contava com os hits You’re Not Sorry, Tell Me Why e White Horse. 1989, seu último disco, foi lançado em 2014 e bateu recordes de venda nos Estados Unidos.

Lorde

A mais nova da lista, com 18 anos, já acumula prêmios: seu hit Royals venceu o Grammy de  melhor canção do ano e melhor performance pop em 2014.