Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Darren Aronofsky, de ‘Cisne Negro’, presidirá Festival de Berlim

O cineasta, produtor e roteirista americano Darren Aronofsky presidirá a 65ª edição do Festival de Cinema de Berlim, que acontecerá de 5 a 15 fevereiro de 2015. Ele sucederá a James Schamus, roteirista e produtor que na última edição do evento mirou o cinema asiático, dando o Urso de Ouro a Bai Ri Yann Huo (Carvão Negro), um thriller chinês dirigido por Diao Yinan.

Leia também:

Emma Watson passa mal no set de ‘Noé’ e alfineta diretor

A fé em cartaz: Hollywood redescobre o filão bíblico

Natalie Portman é consagrada por ‘Cisne Negro’

Diretor de ‘Cisne Negro’ planeja cinebiografia de George Washington

Aronofsky representa a geração atual do “cinema de autor, cuja linguagem fílmica explora novas possibilidades de expressão”, afirmou o diretor da Festival de Berlim, Dieter Kosslick, em comunicado divulgado nesta terça-feira.

Nascido em 1969 em Brooklyn, Nova York, Aronofsky estreou como diretor em 1998 com Pi, que ganhou o prêmio de melhor direção no Festival de Sundance. Suas produções seguintes passaram pelos mais importantes festivais internacionais, como o de Cannes, onde exibiu Réquiem para um Sonho, em 2006, e o de Veneza, onde concorreu com O Lutador, vencedor do Leão de Ouro em 2008. Ele já foi, aliás, presidente do júri de Veneza.

Em 2011, ele ganhou o Oscar de melhor diretor, o Globo de Ouro e o Bafta na mesma categoria pelo thriller Cisne Negro, estrelado por Natalie Portman. Em 2014, lançou a superprodução Noé, que deixou a desejar.

(Com agências France-Presse e EFE)