Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com 58% dos votos, Francieli é eliminada do ‘BBB15’

Após mais um discurso tosco, Pedro Bial avisou que Douglas levou a melhor

Durante as terças-feiras, os confinados do Big Brother Brasil sofrem com a tensão da eliminação de um de seus colegas. Mas, para Douglas e Francieli a situação era ainda pior. Seja por questões financeiras, como o motoboy, ou por sede de vingança, como a conciliadora, ambos tinham motivos sólidos para querer continuar no BBB15. Douglas levou a melhor. Francieli foi eliminada com 58% dos votos.

Leia mais:

Polícia do Rio desiste de entrar na casa do ‘BBB15’

De boas intenções, o ‘BBB’, assim como o inferno, está cheio

Em sete dias, poucas pessoas têm o dom (ou a sina) de mostrar a sua verdadeira personalidade. Este foi o caso de Francieli. A conciliadora criminal, apesar de estar cercada por câmeras, mostrou a sua personalidade forte antes mesmo de adentrar a casa do BBB15. Na verdade, a sua fama começou junto com a exibição das vinhetas de propaganda do reality show. Para a “sister”, o único objetivo do confinamento era abocanhar a bolada de 1,5 milhão de reais. “Para ganhar o prêmio vale tudo, só não vale matar ou roubar”, disse durante sua apresentação.

E, como um peixe que morre pela boca, esse foi o erro da participante. Primeiro, Marco, o teólogo que prega a sinceridade, mas que atua por meios extremistas, decidiu que os outros confinados mereciam saber a verdadeira face de Fran, como se fosse o dia do julgamento final da gaúcha. Por ter entrado depois na disputa, o ex-jogador de pôquer assistiu o controverso vídeo pela TV e considerou um descabimento sem proporção a declaração da loira. Ele, então, espalhou pelos sete cantos a informação confidencial. Até mesmo influenciou Mariza, a rainha louca, a pensar que a eliminada havia dado o carro da prova do líder à pernambucana como parte de sua estratégia de jogo.

Depois disso, para aumentar a popularidade da loira (só que ao contrário), foi a vez de Fernando fazer acusações sem credibilidade. O participante, como um lobo na pele de cordeiro, responsabilizou Fran pela revolta da ala feminina com o seu envolvimento com Aline. Para o carioca, o fato de ele ter iludido e enganado Amanda não tinha nada a ver com isso. Na verdade, a “sister” eliminada que era a culpada e estava impedindo a sua felicidade. Com seis votos de dentro da casa e mais centenas dos telespectadores, a moral da história é a seguinte: em reality show, tudo é válido, principalmente a arte de manipular e criar bodes expiatórios.