CNN demite comentarista pró-Trump por utilizar lema nazista

Em discussão no Twitter, Jeffrey Lord usou a expressão 'Sieg Heil' contra líder de grupo da oposição

A emissora americana CNN demitiu na última quinta-feira o comentarista Jeffrey Lord, firme defensor do presidente dos Estados Unidos Donald Trump, por utilizar a saudação nazista Sieg Heil (“Salve a vitória”, em alemão) durante uma discussão no Twitter. “As saudações nazistas são indefensáveis. Jeffrey Lord já não trabalha para a emissora”, disse em comunicado um porta-voz do canal.

O comentarista, por sua vez, alegou que sua mensagem foi mal interpretada e que, na realidade, estava zombando da pessoa com quem discutia — o presidente do grupo de controle progressista Media Matters, Angelo Carusone. Lord o acusou de usar métodos “fascistas” para boicotar o programa de Sean Hannity, da Fox News, seguido da saudação nazista Sieg Heil. De imediato, o comentário provocou forte reação na rede social.

Lord, de 66 anos e ex-assessor do ex-presidente Ronald Reagan, começou a trabalhar como comentarista sobre Trump na CNN em 2015, pouco depois do magnata lançar sua candidatura à Casa Branca. Trump, de fato, costuma louvá-lo em público por seu papel na emissora que acaba de demiti-lo.

(Com agência EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. O “politicamente correto” fez mais uma vítima! É claro que ele estava “tirando um sarro” do outro…

    Curtir

  2. Ailton Silva

    A CNN conhecida como uma adversaria ferrenha e imoral do Trump, usando um motivo banal , alias nao e nem motivo, para demitir um apoiador de Trump. E essa gente com noticias mentirosas e tendenciosas vem falar de Democracia.

    Curtir

  3. Osmar Serrragem

    A CNN destila seu infindável ódio a Trump 24 horas por dia, sete dias por semana. Insuportável para quem quer um mínimo de objetividade.

    Curtir