Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Camila Pitanga homenageia Domingos Montagner no 1º ano da morte

A atriz estava com Montagner, seu colega de elenco em Velho Chico, quando o ator foi levado pela correnteza do rio São Francisco

“E se fez um ano de sua passagem, amigo.” Assim Camila Pitanga lembrou, na manhã desta sexta-feira, o primeiro triste aniversário da morte de Domingos Montagner. A atriz estava com Montagner, seu colega de elenco em Velho Chico, quando o ator foi levado pela correnteza do rio São Francisco, em Sergipe, em 15 de setembro de 2016. A novela teve de seguir sem ele, um dos protagonistas do folhetim de Benedito Ruy Barbosa. Áudios deixados por Montagner foram usados para simular diálogos do ator com os colegas de cena, em sequências em que ele entrava com auxílio de uma câmera subjetiva — o espectador via as cenas pelo que seriam os olhos de seu personagem, Santo.

“O céu azul, o canto dos pássaros misturado aos sons da cidade que amanhece. E se fez um ano de sua passagem, amigo, um ano de luta para seguir com dignidade”, escreveu Camila Pitanga, em uma publicação no Instagram. “O amor que recebo das minhas filhas, do meu namorado, pai, mãe, sobrinhas, irmão, irmã, minhas amigas e amigos, todos me fortalecem a alma. Nada se apaga, cada gesto de solidariedade está gravado em mim e agradeço com muito, mas muito amor a todos que se manifestaram. Em especial a Lu, que me mostrou a força e generosidade que a vida pode ter. Que vc esteja em paz.”

Camila Pitanga não está só na homenagem. Marcelo Serrado, outro colega de elenco de Montagner, também fez um post em memória do ator. “Hoje faz 1 ano que esse ser de alegria e de luz nos deixou!”, escreveu Serrado, ao lado de uma foto dos bastidores de Velho Chico, publicada também no Instagram.

Confira abaixo os posts:

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Pacífico Guerra

    O Ministério da Saúde adverte:
    Banhar em rio após comer pitanga pode matar.

    Curtir

  2. Artur Britto

    Ela homenageou tocando uma siriricah lembrando o sexo aquático no Rio São Francisco.

    Curtir