Brian May diz que Freddie Mercury perdeu parte do pé

Informação está no prólogo de um livro com fotografias do grupo que será lançado nesta semana

O guitarrista da banda britânica Queen, Brian May, revelou no prólogo de um livro com fotografias do grupo que o vocalista Freddie Mercury perdeu parte de um pé durante a luta contra a aids. O cantor morreu em 1991, aos 45 anos, de uma pneumonia bronquial decorrida da síndrome, que ataca o sistema imunológico. “Tragicamente, restava muito pouco do pé. Uma vez nos mostrou durante o jantar e disse: ‘Brian, me perdoa se te incomodei te mostrando isso'”, relatou o músico, de 69 anos. “Eu lhe contestei: ‘Não estou incomodado, Freddie, exceto por me ter dado conta de que você tem que aguentar toda essa dor terrível’.”

Nesse texto, que acompanha um livro de imagens em três dimensões com lançamento previsto para esta semana no Reino Unido, May assegura que Mercury teria evitado as devastadoras consequências da doença se tivesse começado a receber tratamento “meses antes”. Para May, se o cantor tivesse começado a receber o “coquetel” para combater a aids meses antes, “ainda estaria conosco “.

Em uma entrevista ao jornal The Sunday Times na qual comenta algumas das fotografias que aparecem no novo livro, May lembra como o cantor revelou ao resto do grupo que era homossexual “anos depois de todo mundo ter certeza”. “No início, o grupo estava em uma situação apertada. Não podíamos nos permitir ficar em quartos individuais nos hotéis, sendo assim eu compartilhava quarto com Freddie”, disse o guitarrista.

“Não há muito que eu não conheça sobre Freddie e com quem ele saía naqueles dias — que não eram homens, tenho que dizer. Foi bastante natural quando os visitantes no camarim começaram a deixar de ser meninas bonitas e passaram a ser homens sexys“, contou May.

(Com agência EFE)