Brasileiro Kobra assina mural de Anne Frank em Amsterdã

A obra está em Amsterdã, na Holanda, com a frase 'Deixe-me ser eu mesma', do 'Diário de Anne Frank'

O grafiteiro brasileiro Eduardo Kobra concluiu no início do mês o mural Let Me Be Myself, em homenagem a Anne Frank, uma das mais célebres vítimas do nazismo. A obra estampa a lateral de um prédio que futuramente abrigará o maior museu de arte de rua do mundo, locado na região norte de Amsterdã, capital da Holanda.

LEIA TAMBÉM
‘Diário de Anne Frank’ ganha versão em quadrinhos
Trecho de O Diário de Anne Frank, de Anne Frank

O mural tem estampada a frase “Let Me Be Myself” (Deixe eu ser eu mesma), retirada do livro O Diário de Anne Frank, publicado pelo pai da garota após sua morte, em fevereiro de 1945, em um campo de concentração nazista para os judeus. Traduzido para mais de setenta idiomas, a obra é um símbolo de esperança e resistência frente à barbárie.

Kobra entrou recentemente para o Guinness World Records, o livro dos recordes, com o maior mural grafitado do mundo: Etnia: Todos Somos Um, com 2.646,34m². A obra está em Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, e integra o gosto do artista por exaltar a paz e a liberdade.