Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Globo estuda processar blogueiro por vender camisetas com a Cuca

O americano Perez Hilton causou a fúria dos brasileiros ao anunciar a novidade. Emissora estuda ‘as medidas cabíveis’

O blogueiro americano Mario Armando Lavandeira Jr., conhecido pelo nome Perez Hilton, causou revolta nas redes sociais nesta quarta-feira ao anunciar produtos com uma arte da Cuca, personagem da série Sítio do Picapau Amarelo. Brasileiros ficaram irritados com o que parecia ser uma “apropriação” de um meme nacional por um estrangeiro. O blogueiro, porém, pode enfrentar problemas maiores por isso, com a Globo.

Procurada por VEJA, a emissora afirma que não deu permissão ao blogueiro para usar a arte na confecção de camisetas e moletons. “A Globo não licenciou o direito de uso da personagem para comercialização das camisetas e está analisando as medidas cabíveis”, diz a assessoria de imprensa do canal.

O empresário Álvaro Gomes, que administra o legado de Monteiro Lobato junto com os herdeiros do escritor, afirma que já está sabendo do caso. De acordo com ele, a Globo, parceira dos herdeiros na exploração comercial da obra de Lobato, vai notificar o uso indevido.

Depois de emplacar fotos e gifs de Nazaré, da novela A Senhora do Destino, e Gretchen entre os memes que mais circulam na internet, os brasileiros conseguiram chamar a atenção para a bruxa-crocodilo da série exibida originalmente pela Globo entre 2001 e 2007. Percebendo a ascensão de um novo hit, Perez Hilton decidiu lucrar com o sucesso da personagem nas redes. As camisetas e moletons incluem uma arte de Cuca e a frase “Lemme see that cucussy”.

Ao anunciar o lançamento, o blogueiro causou a fúria dos usuários do Twitter e entrou para os trending topics, a lista de assuntos mais comentados na rede social. Confira algumas reações:

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marcio Eustaquio

    Vai dormir, sô! Aqui, nessa bagaça, todo mundo imita e cópia as coisas que vêm de fora, por que agora estão reclamando?

    Curtir

  2. Copiamos tudo e pirateamos mais ainda e ai reclamamos. Deviamos nos sentir lisonjeados..

    Curtir

  3. Eu acho que em primeiro lugar é preciso lembrar que a personagem pertence à família Lobato, verdadeiros proprietários das histórias exploradas pela GLOBO.

    Curtir