Best-seller Jojo Moyes sai em defesa de Elena Ferrante: ‘Furiosa’

Autora de 'Como Eu Era Antes de Você' critica a reportagem do jornalista italiano Claudio Gatti, publicada também pelo 'NY Review of Books'

A best-seller Jojo Moyes, nome quase permanente na lista de mais vendidos graças a livros como Como Eu Era antes de Você, saiu em defesa da autora que escreve sob o pseudônimo de Elena Ferrante. Em reportagem publicada neste domingo pelo jornal italiano Il Sole 24 Ore e também pelo NY Review of Books, o jornalista italiano Claudio Gatti revela aquela que seria a verdadeira identidade de Elena. Para Jojo, uma intromissão à qual nem ele nem os veículos que compraram a reportagem tinham direito. “Furiosa”, escreveu em seu perfil no Twitter.

LEIA TAMBÉM:
Jornal afirma ter identificado a misteriosa Elena Ferrante

“Estou surpresa com o quão furiosa eu fiquei com o desmascaramento da Elena Ferrante pelo NY Review of Books. Especialmente, pela ‘justificativa’ de que era algo ‘inevitável'”, tuitou Jojo Moyes. A escritora britânica ainda aventou a possibilidade de Elena Ferrante ter “boas razões” para querer se manter anônima.

De fato, em entrevistas que concedeu por e-mail, Elena Ferrante afirmou querer preservar a comunidade em que teria crescido, em Nápoles, que seria a fonte de inspiração para parte de suas histórias. Ela também disse buscar liberdade para escrever passagens difíceis, como alguns colapsos sofridos por algumas personagens, em parte inspirados em pessoas próximas, c0mo a sua mãe.

Em entrevista ao jornal britânico The Guardian, Claudio Gatti, que vasculhou a vida financeira da “verdadeira Elena Ferrante” em buscas de provas — “abriu a carteira dela”, acusou o editor da escritora –, disse ter o direito de expor sua identidade aos fãs porque ela deve a eles o seu sucesso comercial.  Como se não o devesse ao seu talento.