Repercussão: Ariana Grande desabafa após atentado, ‘Devastada’

Taylor Swift, Ellen DeGegeres, entre outras celebridades prestaram solidariedade às vitimas do ataque que ocorreu na última noite

Depois do ataque realizado na noite passada em Manchester, na Inglaterra, ao final de um show da cantora Ariana Grande, muitas celebridades usaram as suas redes sociais para externar o choque diante do terror e prestar solidariedade às vítimas. A própria Ariana foi ao Twitter, onde desabafou e se disse arrasada. “Devastada”, escreveu a americana, que deve suspender o restante da sua turnê mundial. “Do fundo do meu coração, eu sinto muito. Não tenho palavras.”

A turnê Dangerous Woman iria passar por cidades da Inglaterra, Bélgica, Polônia, Alemanha e Suíça. mas, segundo fontes ouvidas pelo site americano TMZ, Ariana está “inconsolável” e “histérica” após o atentado. Uma fonte disse que ela é “incapaz de fazer qualquer apresentação” e sua equipe também está muito preocupada com a própria segurança.

A apresentadora Ellen DeGeneres respondeu ao tuíte de Ariana, “mandando amor” para a cantora.

A cantora Taylor Swift se manisfestou, dizendo que seus “pensamentos, orações e lágrimas estão com todos os afetados pela tragédia em Manchester”. Cher também prestou homenagem à cidade e relembrou que teve grandes momentos lá durante a juventude.

As bandas DNCE e One Republic lembraram que a música é contrária ao medo. “A comunidade que nós criamos pela música deveria estar completamente isenta de medo. Nossos corações estão com Ariana Grande, sua e equipe e fãs”.

As irmãs Khloé Kardashian e Kendall Jenner mandaram muito amor para a população de Manchester e o ator Chris Evans afirmou que o ataque foi algo incompreensível, “sem sentido”.

A cantora Demi Lovato se furiosa ao imaginar pessoas inocentes perdendo a vida. E Bruno Mars afirmou: “Não quero acreditar que o mundo em que vivemos pode ser tão cruel”.

A explosão ocorreu na saída do show que aconteceu na Manchester Arena, deixando 22 mortos e 59 feridos. O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou o atentado e a rainha Elizabeth II expressou a sua admiração pelos moradores da cidade, em uma nota publicada nesta terça-feira, ao lidar com este “ato de barbaridade”.