‘Argo’ leva prêmio de produtores dos EUA

Drama sobre a crise dos reféns no Irã em 1979, de Ben Affleck, já faturou também Globo de Ouro de melhor filme e de melhor direção

O drama Argo, de Ben Affleck, que aborda a crise dos reféns no Irã de 1979, ganhou no sábado o principal prêmio do Sindicato de Produtores dos Estados Unidos (PGA), o que significa um impulso diante da aproximação do Oscar. O PGA concedeu seu prêmio Darryl F. Zanuck a Affleck, que dirige e protagoniza o filme, com seus co-produtores George Clooney e Grant Heslov.

Os prêmios PGA são considerados um indicador chave do Oscar, e, de fato, seus integrantes são muitas vezes membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos. Nove dos 12 últimos ganhadores do PGA conquistaram posteriormente o Oscar de Melhor Filme.

Argo surpreendeu ao levar neste mês os Globos de Ouro de Melhor Filme e Melhor Diretor, e foi indicado em sete categorias ao Oscar, premiação que irá ocorrer no dia 24 de fevereiro. O filme competia no PGA com Lincoln, de Steven Spielberg, que tem 12 indicações ao Oscar, As Aventuras de Pi, de Ang Lee, com 11 indicações, e com o musical Os Miseráveis, com oito.

Também estavam na disputa 007 – Operação Skyfall, de Sam Mendes, A Hora Mais Escura, de Kathryn Bigelow, e Django Livre, de Quentin Tarantino, entre outras produções.

(Com AFP)