Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Andressa Urach ganhou até 30.000 reais por sexo

Modelo, no entanto, torrou 1,4 milhão de reais em cirurgias plásticas, revela biografia que será lançada no fim do mês, obtida pelo jornal britânico 'Daily Mail'

Um número pode representar o que Andressa Urach, hoje em busca de uma vida nova, está deixando para trás: a modelo chegou a faturar até 30.000 reais por uma hora de sexo com milionários e jogadores de futebol. Uma pequena parte do que ganhou, porém, deve ter ficado em sua conta, já que outro número ainda maior é igualmente revelador da realidade vivida pela vice-Miss Bumbum 2012: viciada em cirurgias plásticas, ela teria torrado cerca de 1,4 milhão de reais em mudanças corporais. As informações constam de trechos da biografia Morri para Viver, escrita por Andressa com ajuda do vice-presidente de jornalismo da Record, Douglas Tavolaro, obtido pelo jornal britânico Daily Mail. O livro chega às lojas no fim do mês pela editora Planeta, com tiragem de 1 milhão de exemplares.

LEIA TAMBÉM:

Andressa Urach teme ameaças de morte por biografia

Andressa Urach revela nome de guerra e passado como prostituta em biografia

Andressa Urach e o preço da busca imprudente pela beleza

Já na contracapa, Morri para Viver define Andressa como “uma das prostitutas mais caras” do país. “Eu fiz de meu corpo uma peça barata”, diz a modelo. Bem, nem tanto. O preço normal de duas horas com Andressa variava entre 10.000 e 15.000 reais – os 30.000 reais teriam sido pagos por um cliente “insaciável”. O que não afastava interessados. “Tive intimidade com centenas, talvez milhares de homens em 27 anos de vida, protagonizando as cenas mais humilhantes para qualquer mulher. Ricos e pobres, maníacos, pervertidos, ladrões, pedófilos, sadomasoquistas”, diz no livro a modelo, que também teria recebido 7.000 libras, segundo o Daily Mail, o que equivaleria a 110.000 reais hoje, para se fingir de namorada de um famoso cantor sertanejo por seis meses, um contrato armado pelos agentes do cantor, que não saberia de nada. A modelo namorou o sertanejo Raffael Machado 2013 – no livro, no entanto, não há nome para o cantor.

“Aceitei participar em orgias apenas para chegar perto de pessoas famosas, convencida de que elas me ajudariam a galgar degraus. Cantores, empresários bem-sucedidos, jogadores de futebol famosos. Nada me segurou no esforço de me tornar rica. Eu fiz tudo por fama e dinheiro, esses eram meus deuses”, escreveu Andressa em outro trecho.

Em outro momento do livro, a modelo fala do envolvimento que teria tido com o jogador português Cristiano Ronaldo em 2013, quando ele namorava a top russa Irina Shayk. Cristiano Ronaldo, que nega o affaire, teria ameaçado Andressa de forma violenta quando a história se tornou pública. No ano passado, quando a seleção portuguesa treinava em Campinas para a Copa do Mundo, Andressa foi expulsa do local ao tentar entrar com o corpo nu, mas pintado com as cores da camisa do time português. “Minha ambição não conhecia limites… a sede por dinheiro e o impulso para o sucesso acabaram com o meu caráter e me transformaram em um ser humano sem valores”, escreve Andressa.

A modelo teria sido prostituta de luxo por cerca de dois anos e meio, atividade facilitada por seu segundo lugar no concurso de Miss Bumbum, em 2012, e pelo subsequente ensaio sensual para a revista Sexy. Na atividade, ela tinha “regras rígidas”, como conta na biografia. “Não era permitido jantar, nem tirar fotos ou fazer vídeos. Eram apenas duas horas dentro do quarto. E o pagamento precisava ser feito com antecedência, metade antes da reunião (em que se fechava o ‘negócio’) e metade antes do ato sexual.” Houve, contudo, uma prostituição sem glamour quando tinha apenas 21 anos e ainda morava em Porto Alegre. Andressa também disse ter sido abusada aos 3 anos de idade por alguém a quem chamava de “avô” e ter perdido a virgindade aos 14.

Agora evangélica, Andressa Urach aposta no livro como meio de conscientização de garotas em busca de fama e dinheiro, como ela foi. Em seu perfil no Instagram, a modelo comemorou a nota do Daily Mail, dizendo que estava espalhando a palavra de Deus pelo mundo. Não houve qualquer reparo ao conteúdo.