Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Amizade que vira amor, diz Emma Watson sobre ‘A Bela e a Fera’

Atriz negou que a personagem tenha Síndrome de Estocolmo no relacionamento com o monstro

Capa da revista Entertainment Weekly desta semana, Emma Watson falou sobre o relacionamento dos protagonistas de A Bela e a Fera, filme que a atriz estrela ao lado de Dan Stevens. Com a notícia de que a Disney faria um longa com atores a partir da história, surgiu um debate sobre a possibilidade de Bela estar, na verdade, em um relacionamento abusivo com a Fera.

A protagonista, porém, não acredita que haja certa dose da Síndrome de Estocolmo – quando a vítima, após longo período de intimidação, desenvolve simpatia, amizade ou amor por seu agressor – no relacionamento dos personagens. “Bela discute ativamente e discorda da Fera constantemente. Ela não tem nenhuma das características de alguém com Síndrome do Estocolmo porque ela mantém sua independência, ela continua a ter liberdade de pensamento”, disse.

emma-watson-ew

No começo do filme, Bela se torna prisioneira da Fera – mas Emma afirma que a mocinha luta contra essa situação e tenta escapar várias vezes. Somente depois que o monstro demonstra que é alguém decente a personagem começa a mudar de ideia sobre ele. “Acho que isso é bonito na história de amor deles. Eles primeiro cultivam uma amizade e o amor nasce a partir de momentos compartilhados, o que acho mais significativo do que muitas histórias em que há o amor à primeira vista.”

Ela conta que, ao contrário, há desprezo à primeira vista. “Bela e a Fera começam a história de amor deles irritando um ao outro e não gostando um do outro. Eles constroem uma amizade e devagar, devagar, bem devagar, eles se apaixonam. Eles não se iludem sobre quem é o outro. Eles viram o pior lado do outro, e eles fazem surgir o melhor neles.”