Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Acrobata do Cirque du Soleil morre em apresentação

Sarah Guyard-Guillot, de 31 anos e conhecida como Sassoon, caiu de uma altura de 15 metros quando estava suspensa por um cabo em show

Uma artista do Cirque du Soleil morreu depois de cair na noite de sábado durante uma acrobacia em um espetáculo em Las Vegas, confirmou a empresa no domingo em um comunicado. Sarah Guyard-Guillot, de 31 anos e conhecida como Sassoon, morreu no sábado pouco antes da meia-noite no University Medical Center de Las Vegas, depois de ter caído de uma altura de 15 metros durante seu número no show do teatro MGM Grand.

Leia também:

Cirque du Soleil vai despedir 400 funcionários

“Toda a família do Cirque du Soleil está profundamente triste pela morte acidental de Sarah (Sassoon) Guyard, artista da produção “, escreveu o circo em um comunicado emitido no domingo. “Estou com o coração partido. Quero estender minhas mais profundas condolências à família. Estamos completamente devastados com esta notícia. Sassoon era artista do elenco original de desde 2006 e foi parte integral de nossa família”, afirmou o fundador do Cirque du Soleil, Guy Laliberté. “Isto nos lembra, com incrível humildade e respeito, o quanto nossos artistas são extraordinários todas as noites”, acrescentou. Sarah era mãe de dois filhos.

A queda – Os shows de serão suspensos até nova ordem, informou o comunicado. É o primeiro acidente fatal em um show do Cirque du Soleil, segundo o jornal Las Vegas Sun. Integrantes da plateia informaram ao jornal que o acidente ocorreu quase no fim do espetáculo. Sarah, que estava suspensa por um cabo, subiu ao topo do palco e se soltou de seu cabo de segurança. A artista caiu, então, em um poço fora da vista dos espectadores, em frente ao palco, segundo o jornal. “(Sassoon) estava sendo elevada de um lado do palco e de repente caiu”, disse uma fonte ao Sun. “No início, muitos na plateia pensaram que era parte da coreografia, mas era possível ouvir gritos e lamentos”, afirmou.

Leia também:

O endereço carioca do Cirque du Soleil

“Quando vi a mulher caindo, pensei que provavelmente havia uma rede abaixo. Então percebi que não”, contou Asit Govil, um dos espectadores, à emissora KVVU. Em poucos minutos, o público começou a ser retirado do local.

Grupo criado em Quebec em 1984 e convertido em uma multinacional do entretenimento, o Cirque du Soleil festejou em 2009 seu 25º aniversário. Atualmente, emprega cerca de 5 mil pessoas de todo o mundo. Seus espetáculos foram vistos por mais de 100 milhões de pessoas em 300 cidades do mundo todo. Além de , outras das criações mais representativas dos últimos anos são Alegria, LOVE, Saltimbanco, Quidam e OVO.

(Com agências France-Presse e EFE)